sexta-feira, 28 de junho de 2013

Verdadeiro ou Falso

    “O homem deve se resignar e suportar os males sem murmurar, se quer progredir.”
[Kardec]


  ARQUIVO 9/FEV/2011

  Para um Livre Pensador esta é uma proposta indecente.
  Não pode haver progresso se eu aceitar tudo de mau que me aconteça, não podendo agir eu quero pelo menos poder falar sobre meu sofrimento.

  No cristianismo eu já nasci em pecado, o mal é minha herança, no espiritismo eu escolhi minhas provações então tenho que aceitar de bom grado todas as dificuldades que ocorrerem.

  Li uma matéria criticando Pedro Simon por requerer uma aposentadoria como Governador, estão o chamando de “falso moralista”.

  Francamente não sei por que só bandidos podem exercer direitos garantidos pela lei!!

  Ser bom e honesto é uma coisa ser bobo e otário é outra. 
  O povo elege tantos corruptos, Simon não esta desviando nada, esta exercendo um direito que a lei lhe garante, se não gostam da lei que a mudem, agora só porque eu sou honesto tenho “obrigação” de desistir de meus direitos!!!

  Se nosso povo fosse tão contra a corrupção e mordomias não elegeria tantos mensaleiros, Lula nunca teria conseguido o segundo mandato.
  Eu achava Artur Virgílio um político muito trabalhador e até onde sei honesto…não foi reeleito.
  Terroristas recebendo pensões milionárias, a UNE construindo uma sede de grande porte para ficar caladinha, MST invadindo propriedades, políticos semi analfabetos sendo eleitos, negociatas por todo lado e tudo com a benção do povo, porque Simon ou qualquer outro político honesto deve abrir mão de seus direitos? 
  Para dar um bom exemplo que nosso povo se recusa a seguir!?
  Eu consegui passar em um concurso publico e espero ter uma vida profissional mais tranqüila, só porque sou Capitalista devo ficar ralando na iniciativa privada quando no Brasil trabalhar para o Governo é que é a bola da vez?
  Tenho que me resignar com o mal sem nem ao menos reclamar ou tentar mudar minha situação?
  Tenham certeza que o Governo esta ganhando um excelente funcionário, faço questão de trabalhar com a mesma seriedade e honestidade que marcaram minha vida na iniciativa privada, afinal eu não fui eleito, passei em um concurso.
  Se dependesse de voto popular, a julgar pelo tipo de políticos que nosso povo elege, eu não teria a mínima chance.
  Não esperem que eu abra mão de nenhum de meus direitos, podem me chamar de falso moralista todos aqueles que forem “VERDADEIROS HIPÓCRITAS!”
  Se acham que o certo é sempre sermos tolerantes com os maus lhes dando privilégios que negamos aos bons, tudo bem, só não esperem minha resignação quanto a isto, não sou espirita e nem cristão, não ando por aí oferecendo a face direita depois de levar um tapa na esquerda.

  Tento ser um homem bom nunca me propus a ser otário.

  Como dizia meu amigo Confucio:


  “Pague o bem com o bem e o mal com a justiça!”





anterior                       <>                                próximo