quarta-feira, 3 de julho de 2013

Romântico ou Frio

  “Amor não se obriga, sentimos, não sentimos ou deixamos de sentir...”
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Uma das coisas mais difíceis de convencer as pessoas é sobre a inexatidão da vida, elas entendem da boca para fora, mas não interiorizam isto.
  Estes dias falei sobre as infinitas variações com respeito ao desejo sexual, ele pode inclusive quase não existir. 
  Freud baseou o grosso de suas teorias no libido, no desejo sexual, e justamente este foi seu maior erro. [claro, segundo minha opinião]
  A matemática é uma boa base para a psicologia, uma excelente base para Filosofia. 
  O sexo não serve como base de nenhuma das duas, pois varia muito de pessoa para pessoa. O sexo é objeto de estudo e não base para o estudo.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Mas hoje quero falar de amor, não preciso nem dizer que ele também não é base na Filosofia Matemática, pode até ser em muitas religiões, aqui é só mais um “objeto de estudo”.
  Quando meditei sobre o amor comecei a observar um grande numero de pessoas incapazes de amar naquele sentido “romântico” da coisa. 
  Sim, na adolescência e até um pouco depois sentiram toda força daquele sentimento, mas o “coração ficou frio” .
  Frio como?
  Elas podem gostar muito de uma pessoa, mas não ao ponto de que se perdessem aquela pessoa a vida ficaria sem sentido como ocorre com aquele amor da adolescência.
  Geralmente são pessoas que já amaram umas 3 pessoas diferentes, já passaram por vários namoros e sabem que se aquele amor for embora não há impedimento para que apareça outro e mesmo que não aparecer, o gostar, o ter uma companhia agradável já é suficiente.
  Podemos dizer que o “coração” encontrou um “equilíbrio”, não terá aquela felicidade incontida do amor romântico, mas também não terá uma depressão infinita caso as coisa não sejam até que a morte separe.
  Lembrem de Yin/Yang, esqueçam a linearidade Bem/Mal.
  O coração ficar frio é bom ou mau?

  Não me parece que as pessoas tenham opção quanto ao que sentem, o equilíbrio me parece mais lógico, então podemos ser lógicos no AGIR, mas o sentir esta longe do nosso controle.

  Se sente o amor romântico saiba que você não é a medida de todas as coisas e há muitas pessoas de coração frio.
  Sua parceira pode suportar muito bem o final do relacionamento, agora pra você que é romântico ao vê-la com outro o mundo irá desmoronar sobre sua cabeça, uma das maiores dores que um ser humano pode sentir.
  Você acha que esta complicado!? 
  Nem entramos no Abismo ainda!!!!
ººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Quem esta com o coração frio pode viver um verdadeiro inferno, ele não se reconhece como coração frio, ele não faz “autofilosofia”, ele quer conhecer o outro não se autoconhecer.
  A pessoa esta em uma relação boa, mas corre atrás de um amor romântico que já não é capaz de sentir, cria a ilusão que encontrou para depois de uns 2 anos ir atrás de outro amor…
  Paremos por aqui, hoje não estou afim de entrar acompanhado no Abismo, é muito cansativo, estou numa leseira, deve ser o calor… 
  É, esta desculpa é só uma ilusão como a busca do amor romântico pelo coração frio. 
  A leseira é meu estado natural, independe do calor, ele só a agrava, assim como forçar a barra com o "coração frio" só aumenta o distanciamento.


anterior                       <>                                próximo

Postar um comentário