segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O Primeiro Milagre

  “Não entendia porque a Classe Média no Brasil é tão alienada, premia a paternidade irresponsável e o político populista.
  Este enigma parece estar sendo decifrado em minha mente.
  Aqui nos dividimos em tantas correntes religiosas, estamos tão preocupados com uma “salvação” pós morte, em saber como será o paraíso, que esquecemos que a única situação garantida é nossa vida aqui na Terra.  [William Robson]   Clique Aqui
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%         
  Para São Marcos e São Lucas o primeiro milagre foi um exorcismo.
  Para São Mateus foi a cura de um leproso.
  Para João foi a transformação da agua em vinho.

  Lembremos que Marcos e Lucas NÃO conviveram com Jesus.

  Sabemos que João foi um dos primeiros apóstolos a seguir Jesus, quero dizer que é possível que Mateus não estivesse presente no milagre do vinho ou achou melhor não registra-lo...vamos tentar entender porque?



  “A Religião é o ópio do povo.” [Hegel]

  “O uso do ópio mascado ou fumado, que se espalhou no Oriente, provoca euforia, seguida de um sono onírico; o uso repetido conduz ao hábito, à dependência química, e a seguir a uma decadência física e intelectual, uma vez que é efetivamente um veneno estupefaciente. A medicina o utiliza, assim como os alcalóides que ele contém (morfina e papaverina), como sonífero analgésico.” [Wikipédia]  Clique Aqui

  Notem que o ópio não é algo necessariamente ruim, depende do uso que fazemos dele.
  A morfina é um potente analgésico muito utilizado até hoje.

  Viver não é fácil, o ópio pode ser um balsamo para os momentos de dor e sofrimento físico ou mental, e até fonte de grande prazer...não lhe parece a descrição de alguma religião?

  Mas vamos analisar o primeiro milagre que na minha opinião [bem embasada] foi o relatado por João.
  Meu objetivo nesse texto claro que não é ofender nenhuma crença, mas fazer um estudo bíblico que torne o crente mais crítico e menos alienado, isso é bom para nossa Sociedade, o fanatismo é algo que devemos evitar.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
João 2

1- No terceiro dia houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava ali;

2- Jesus e seus discípulos também haviam sido convidados para o casamento.

10- e disse: "Todos servem primeiro o melhor vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; mas você guardou o melhor até agora".

   Vamos analisar essa passagem, você pode abrir sua Bíblia e lê-la na integra para verificar que não estou tirando do contexto.

  Jesus era apenas mais um convidado, nada consta que ele fosse o anfitrião da festa, quero dizer que ele não tinha nenhuma obrigação em fornecer vinho.
  Sua mãe estava ali portanto deduzimos que os noivos eram conhecidos da família.

  Era tradição iniciar com o melhor vinho e depois que as pessoas já estivessem com o paladar menos apurado o vinho de mais baixa qualidade era servido.
  Deduzimos então que a festa foi preparada de acordo com a tradição e houve muito vinho a disposição.
  Concluímos que foi servido o vinho de boa qualidade, o de baixa qualidade e só então Jesus fez mais vinho.

  Sei lá, se fosse eu diria para o pessoal ir para casa, pois já haviam bebido demais.

  “Vão para casa sobre as bênçãos de meu Pai e não bebam mais.”

  Eu entenderia se Jesus falasse isso.

   NÃO TEM COMO VOCÊ DEFENDER ESSA PASSAGEM IGNORANDO QUE HOUVE EXCESSO.

  Jesus inclusive foi muito mal educado com sua mãe:

   “Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.” [João 2:4]

  Será que Jesus também estava um pouco “alto”?
  Ou era seu costume ser grosseiro com sua mãe?
ººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Até os 30 anos praticamente nada é dito sobre a vida de Jesus.

  Tem narrativas sobre seu nascimento, mas claro que ele não fez nada era só um bebê toda ação ficou por conta de Maria e José.
  Lá pelos 12 anos ele conversa com alguns sábios na sinagoga, mas nem o teor da conversa foi registrado.

  Fica claro que a Bíblia é bem seletiva quanto a história de Jesus...deve ter destacado seus momentos mais significativos.
  Por isso o primeiro milagre me chamou tanto a atenção.
  De certo não faltava problemas relevantes naquela comunidade e o primeiro milagre que mereceu destaque em sua biografia foi promover a bebedeira?
  Sei que seu padre ou pastor falou desse feito como algo maravilhoso mas não, não é.
  Transformar água em vinho claro que é algo sensacional, mas porque não água em leite para crianças carentes?
  Ou areia em água numa região desértica?

  Sei lá, para alguém que é apresentado a nós como a encarnação do amor e justiça a narrativa do primeiro milagre é uma passagem para lá de controversa.
  Até para padrões humanos é estranho, mas canso de ver esse tipo de coisa.
  Recentemente optamos por construir estádios de futebol ao invés de investirmos em saúde, educação ou segurança.
  Demonizamos políticos, mas dividimos municípios formando mais cidades, é, criamos cargos para mais prefeitos e vereadores, mais políticos.

  Se o Deus apresentado na Bíblia é melhor que nós... sinceramente NÃO PARECE!



Anterior          <>        Próximo

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

UNICAMP E AS FAIXAS

Até em pequenos detalhes eu percebo como nossa cultura é ineficiente.

  Temos a cultura de criticar por criticar, não nos importa entender os motivos, nosso prazer é criticar qualquer administração.

  Vejam um caso no Hospital das Clinicas.

  Há vários anos tem faixas no solo para orientar os usuários do Hospital, por exemplo, se você seguir a faixa amarela no terceiro andar vai chegar a Internação e Agendamento de consulta.

  Com o passar dos anos essas faixas ficaram deterioradas e todos reivindicavam a reforma dessa faixas e criticavam a administração do Hospital por não fazer.

  Pois bem, atendendo as reinvindicações a administração está refazendo as faixas.
  Não é muito fácil.
  Como a pintura é antiga remove-la do solo dá trabalho, foi usado um diluente potente.
  Sem esse diluente não dá para retirar as faixas sem danificar o piso, usar lixadeiras não é conveniente.

  Para esse diluente perder o efeito precisa de pelo menos 30 dias.
  Pintar encima de resíduos do diluente é jogar dinheiro fora.
  Logo, inevitavelmente o HC ficaria sem sinalizadores por no mínimo 45 dias.

  A grita foi geral, ficaria um caos orientar os usuários sem nenhum tipo de sinalização...críticas à administração.

  A administração colocou números na entrada dos corredores principais e nomeou os serviços prestados neles.
  “Talvez” não sejam sinalizadores tão bons quanto as faixas, mas sem dúvida nenhuma são eficientes para localização, evitam o “caos”.   

  Os números foram colocados no sentido horário, qualquer funcionário que conhece o Hospital não precisa nem decorar a numeração.
  Ela começa no corredor 1 [Uro/Vascular] e vai até o corredor 12 [Agendamento/Internação]
  O corredor 13 são serviços administrativos.

  Se o usuário entrar ao menos no corredor certo já é algo muito bom.
  Até um analfabeto sabe que o corredor 1 fica próximo do 2 que fica próximo do 3...

  Chegando ao corredor doze ele verá: Abertura de Prontuário, Agendamento, Internação e Odontologia.

 Como podem concluir, enquanto as faixas estão sendo reformadas foi disponibilizado um meio de localização muito eficiente e o que os funcionários fazem?
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  É surpreendente!
  O prazer em criticar a administração é tão grande que você nota total descaso com a nova sinalização.

  É COMO SE TORCESSEM PELO CAOS SÓ PARA PODER RECLAMAR!

  Chegam ao absurdo de indicar faixas que sabem que não existem mais...por enquanto.
  Dizem ao usuário “siga a faixa branca”...HAHAHAHAHAHAHAHAH!         
  É tão patético que chega a ser engraçado.
  Onde era a faixa branca agora é Corredor 3, algo que o usuário localizaria facilmente.

  Claro que um povo como o nosso elege governos como o nosso, mais complica que ajuda.

  Esse texto é para você fazer uma exame de consciência aí onde você trabalha, aí onde você mora.

  Você faz parte da solução ou é só um criador de problemas?
  Você facilita ou tem prazer em complicar a vida das pessoas a sua volta?
 
  Não dá para nós alcançarmos enquanto nação uma boa qualidade de vida se semeamos o caos por onde passamos.

  Essa lógica entra em sua mente?


Anterior          <>        Próximo

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A história de cada um

 “Olha que eu sou uma pessoa sem conhecimento do passado.o passado conta a nossa história.história dos anos de governo do PSDB de desemprego aonde nos procurávamos emprego recebíamos um não tem vaga.quando conseguíamos emprego teríamos de conformar com um miserável salário pago pelo o patrão por não a ver emprego a concorrência para uma vaga era grande.ou seja essa história eu não apenas conheço fiz parte dela” [Comentarista no G+]

  Vemos muito disso na Internet e no cotidiano.
  O indivíduo não desenvolve uma visão geral e de bom senso sobre política e economia porque só olha para seu próprio umbigo, sua própria história.

Lembrei de outro debate:

“amigo eu vivi o governo de FHC eu sei que foi péssimo para o trabalhador..”  [Comentarista no G+]
==============      
  OU FOI PÉSSIMO PRA VOCÊ?

  Em 2004 a empresa que eu trabalhava passou por fusão e foi uma das piores épocas da minha vida, mas não posso culpar o governo Lula por isso, foi azar o meu.

  No governo FHC minha vida só fez prosperar, mas não foi algo diretamente relacionado ao seu governo.

  As pessoas confundem muito “fases pessoais” com dificuldades provocadas pelo Governo...de qualquer partido.

  A garota vira mãe solteira...culpa do Governo.
  O cara tem que pagar pensão...culpa do Governo.
  O casamento não vai bem...culpa do Governo.

  Minha infância foi muito pobre, meus pais casaram cedo e não tinham juízo...culpa do Governo!?  Clique Aqui
__________________________________         
 Vamos nos aprofundar um pouco mais nesse assunto.
 Muitos problemas que atribuem ao governo não tem nada a ver, são azares da vida, decisões erradas nossa ou falta de juízo por parte de nossos pais no caso de uma infância muito pobre.

  Leio pessoas reclamando de sua situação pessoal no governo FHC vou mais uma vez escrever sobre fases da minha vida e espero que trace um paralelo com a sua.

  Na minha fase adulta o período que foi de 2005 a 2011 não foi nada bom, posso dizer que foi desesperador.
  A empresa que eu trabalhava passou por fusão em 2004, fui transferido para a empresa maior e passei maus bocados até maio de 2005 quando oficialmente fiquei desempregado.
  Abri um pequeno restaurante onde trabalhava muito e ganhava pouco, descontando tudo que investi no negócio tive um grande prejuízo.
  Para abri-lo usei todo meu FGTS acumulado em anos de trabalho e foi como jogar tudo no lixo...preferi fechar em 2007.

  Desanimado do setor privado e passando por empregos deprimentes comecei a participar de qualquer concurso público que aparecia.
  Em fevereiro de 2011 comecei no serviço que estou até o momento.
  Não é nenhuma maravilha, mas perto do que vivi a partir de Setembro de 2004 posso dizer que estou em uma serenidade que nem acreditava que pudesse alcançar.

  Minha vida foi horrível durante o governo Lula que culpa direta cabe a gestão dele?

  NÃO VEJO NADA DE RELEVANTE.

  Em linhas gerais seria interessante que fosse mais fácil manter uma empresa no Brasil, no governo Lula não foi feito nada de importante nesse sentido.
  Se fosse mais fácil e rentável tocar o restaurante teria sido uma fase de prosperidade.
  Por outro lado já escrevi em outro texto que o caso do restaurante mais parecia uma maldição, nada dava certo, mesmo parecendo loucura é mais fácil eu creditar minhas dificuldades a alguma interferência “sobrenatural” que a alguma falha do Governo.
  Afinal a burocracia afeta todos os empresários e não só eu.
  Minha situação mais tranquila de 2011 pra cá devo a Dilma?
  Não sei porque!
  Se não tivesse sido chamado no concurso minha vida continuaria no mesmo molde nefasto da gestão Lula.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  E no Governo FHC?

  De 1994 até 2004 eu ganhava proporcionalmente o dobro do que ganho hoje, mas como a prestação do apartamento era bem alta... na prática não me sobrava muito mais dinheiro do que sobra hoje.
  [Lembrem-se que evito gastar mais do que ganho, eu forço a sobra de dinheiro]
  Com os rendimentos que tenho hoje não teria condições de quitar o apartamento que moro.

  FHC foi importante nas minhas conquistas?
  Eu não concordo com isso.
  Foram fases como acontece na vida de todos nós.

  Claro que uma economia mais eficiente nos possibilita mais escolhas e oportunidades por isso tentamos eleger bons governantes, mas os principais responsáveis por nossas vidas somos nós mesmos o resto é sorte, estar no lugar certo na hora certa e devidamente preparado.

  Se em 1994 você estava entrando no mercado de trabalho e era inexperiente claro que tinha dificuldade para conseguir emprego o mesmo acontece com a maioria dos jovens de agora.
  O tempo passou você se especializou em alguma coisa, hoje sua vida 20 anos depois está melhor...e você atribui tudo ao Lula?
  Tudo bem, é uma crença sua.

  Eu sei tudo que passei não ganhei nada de mão beijada de nenhum governo, se você ganhou SORTE sua.
  As conquistas são minhas e de minha esposa não vou ignorar nossa luta para ficar idolatrando FHC, Lula ou Dilma.
  Se não idolatro deuses porque idolatraria humanos?
  “Decifra-me ou te Devoro!”


  

  “O estudo da OIT afirma que o Brasil possui um alto índice de jovens entre 15 e 29 anos que não estudam ou fazem cursos profissionalizantes e, ao mesmo tempo, também não estão empregados: 18,4% das pessoas nessa faixa etária.
  Em todo o mundo, 74,5 milhões de jovens com menos de 25 estariam desempregados. A taxa mundial nessa faixa etária atingiu 13% no ano passado, mais do que o dobro da média global de 6%, que inclui todas as idades.”  Clique Aqui



Anterior          <>        Próximo

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Federação e Família

   Ensino médio piora em 16 Estados.
   O melhor Ideb ou "menos ruim" foi Goiás com 3,8 seguido de São Paulo e Rio Grande do Sul.”      
   [Folha de São Paulo]

  O ensino médio é primordialmente responsabilidade do Governo Estadual, mas é papel da União induzir e sustentar políticas para melhoria da Educação.

  E aqui entramos naquela situação que eu não entendo e ninguém me explica.

  Segurança é primordialmente responsabilidade do Estado, aqui em Campinas vemos principalmente a Guarda Municipal sustentada pelo Município e a PM sustentada pelo Governo do Estado.

  Saúde é primordialmente responsabilidade do Estado.
  Aqui temos o HC da Unicamp custeado por dinheiro do Estado e o Mario Gatti custeado com o dinheiro do Município [só para ficar em dois casos].
  Sim, eles recebem dinheiro do SUS, mas lembre-se que o dinheiro do SUS é descontado do seu holerite não cai do céu nos cofres do Governo Federal.
  E todos sabemos o quanto a tabela de pagamento do SUS aos hospitais é defasada em relação a REALIDADE.
  Estados e Municípios acabam tendo que bancar um grande déficit.

  Ultimamente tenho debatido sobre FEDERAÇÃO, porque o entendimento de seu funcionamento é essencial para a melhora do debate político no Brasil.

  Atualmente os Estados e Municípios ficam com o grosso das responsabilidades, mas o dinheiro vai para Brasília!!

  Se a Educação, Segurança ou Saúde melhoram o Governo Federal corre para tomar para si todos os méritos, mas se piora...

  “Toma que o filho é seu Estado.”

  Criamos uma situação onde não compensa um Estado ser eficiente no seu controle de gastos.
  Os cidadãos de Santa Catarina geram um lucro danado que não fica com eles, é transferido para a União e ela devolve de acordo com seus interesses políticos.
  Se ela decidir colocar tudo no ineficiente Maranhão e deixar os catarinenses a mingua nada a impede de fazer isso.

  Por esses dias assisti um vídeo dizendo que o Brasil é uma “família” isso justificaria nossa transferência de renda maciça para o Norte e Nordeste.

  Caraca, nortistas e nordestinos não são nossos filhos, são no máximo nossos irmãos.

  Eu tenho 4 irmãos e não sustento nenhum deles.
  Claro que em uma ou outra situação de dificuldade nós podemos socorrer um ao outro, mas ficar carregando por toda vida um irmão nas costas...sem comentários.
  Acontece isso em sua família?
  Você entrega todo seu dinheiro a seus pais e eles dão para algum de seus irmãos que não trabalham mesmo sendo capazes.
  [Ou trabalham mas sempre gastam mais do que ganham.]
 
  Na minha família quando tem um problema que afeta todos cada uma dá sua cota financeira.

  É o que deveria acontecer em nossa Federação.

  Cada Estado deveria ficar com o dinheiro que gera e se virar com ele, como acontece em qualquer família com relação aos irmãos.
  Dez ou vinte por cento da receita dos Estados seriam transferidas para União para cuidarmos dos interesses em comum, exército, política externa, programas nacionais...
  A União também não deve gastar mais do que recebe.

  Lembrei do meu saudoso tio Diberto e o relato de uma discussão.

   Certa vez em uma discussão com um de seus filhos foi lhe dito:
  “Eu não pedi para nascer.”

   Tio Diberto sem pestanejar disse:
  “Eu não pedi para ter um filho tão irresponsável.”

  É senhoras e senhores, até de nossos filhos temos que pedir responsabilidade o que dirá de irmãos de outros Estados.

  “Não vamos tentar consertar a culpa do passado, vamos aceitar nossa responsabilidade pelo futuro.” 
[John F. Kennedy]



Anterior          <>        Próximo