segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

De graça até injeção na testa?

  “Novo estudo reforça evidência de que mamografia anual não salva vidas.
  Para pesquisadores, mamografia anual provoca excesso de diagnósticos.
  Estudo acompanhou quase 90 mil mulheres canadenses por 25 anos.” [Globo]   Clique Aqui
 %%%%%%%%%%%%%%%%%
  “O Conselho Federal de Medicina decidiu recorrer à Justiça contra uma portaria do Ministério da Saúde que pode dificultar a realização de exames de mamografia por mulheres que têm entre 40 e 50 anos.” [Globo]  Clique Aqui


  Dessas duas matérias paralelas e relacionadas daria para escrever um livro.
  Vemos de tudo:
1 - Os médicos querendo dinheiro fácil.
2 -  A união querendo jogar mais gastos para municípios e estados.
3 - O pouco crédito que nosso povo dá a estudos científicos internacionais quando eles podem questionar certos
“benefícios sociais”.

4 – O brasileiro sempre atrás de um Estado Paizão, nesse caso a brasileira.

  Vou falar apenas sobre o item 4.
  A mulher de 40 a 50 anos que não concordar com os estudos científicos e quiser tomar mais essa precaução da mamografia QUE PAGUE DO SEU PRÓPRIO BOLSO.
  Obrigar toda sociedade pagar é sacanagem.
  As pessoas nunca entendem que o “dinheiro do Governo” ... não é dinheiro do Governo é o nosso dinheiro dos impostos.
  Uma colega indignada disse que é mesquinharia do Governo.
  Caraca mano! A mamografia custa cerca de R$130,00, uma pessoa tão preocupada não quer gastar isso com a própria saúde!?
  Quando ela fala de mesquinharia deveria se olhar no espelho...
 _______________________    
  Eu me olho mentalmente no espelho, não tem nada que eu analise mais que minha própria vida.
  Estou vivendo um caso que cabe muito bem nesse texto.
  Dois anos e meio atrás, no exame periódico da empresa, minha pressão apareceu elevada.
  Claro que já li muito sobre hipertensão, essa pressão que não raro ficava em 15/9 precisava ser investigada.
 Foi me receitado Losartana e passei por uma bateria de testes no primeiro ano...deve ter custado caro aos cofres públicos.
  De toda bateria de testes só o colesterol apareceu um pouco mais elevado, tudo o mais está em taxas normais.
  Fiz ecografia, teste de esforço, exames de fezes, urina, sangue...
  No segundo ano mais testes que custaram caro aos cofres públicos.
  Fui ao médico agora em dezembro e pasmem já começa uma nova bateria de testes para 2015!!

  Dessa vez eu questionei porque mais uma bateria de testes se nada de grave foi encontrado.
  Foi me dito entre outras coisas que era importante ficar “investigando.”
  Sei lá, se eu vivesse na Suíça ou Alemanha já me pareceria estranho, como moro no Brasil tudo fica surreal em minha mente, custo a acreditar.
  Não tenho dor de cabeça, tontura, não tenho nenhuma dor localizada, minha preguiça...faz parte de mim...HAHAHAHAHAHAH!

  Não entendeu a surrealidade? Eu explico.

  Em um país com tanta gente doente lotando pronto socorros porque esse preciosismo com uma pessoa saudável!?

  Talvez eu esteja sendo injusto; como disse estou vivendo esse momento, não estou decidido sobre o que irei fazer.

  Mas a idéia forte em minha mente é que a verba vem e o trabalho é fácil uma vez que estou saudável.
  É como empurrar um carro na descida.
  Claro que perfeição não existe, minha saúde de certo não é perfeita, mas mais uma bateria de exames em 2015...será que é caso para tanto?
  Vamos continuar com o exemplo carro.
  Você vai ganhar 100 reais para lavar um carro, pode escolher entre um que ficou 1 semana parado na garagem e está cheio de pó ou outro que andou 50 quilômetros em rua de terra.
  Sua opção pelo carro bem menos sujo é óbvia.

  O outro pensamento é que estou servindo de cobaia, dados estatísticos para algum estudo clinico.
  Nesse caso até gostaria de ajudar a ciência, mas me dá tanto trabalho, tenho que remanejar horários, em um dos exames tenho que beber um liquido açucarado e ficar 2 horas na sala de espera.
  Não sei quanto a vocês, mas exame de fezes e urina é tão constrangedor.
  Eu faria sem problemas se me sentisse em perigo, mas como disse, fora gripe 1 ou 2 vezes por ano não tenho o que reclamar do funcionamento do meu corpo.

  Sei que alguns dizem:

  “De graça até injeção na testa.”

  Bem, primeiro não é de graça, custa o seu DINHEIRO DOS IMPOSTOS.
  Segundo, cada um tem seu gosto, injeção na testa sem uma justificativa convincente para isso é algo que não quero nem de graça.
  Eu tenho essa “falha estrutura mental” por mais profundo que penetre em minha alma não encontro o culto ao sofrimento, não encontro traços do MASOQUISMO que dá sentido a tantas vidas.
  Por hora minha decisão é ficar uns 4 anos longe de investigações médicas.
  Humm...você não concorda com o exposto nesse texto.

  Tudo bem, siga seu coração, eu continuarei seguindo a RAZÃO.

   “Os homens são sempre contra a razão quando a razão é contra eles.”  [Napoleão Bonaparte]



Anterior          <>        Próximo

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Pais e Filhos

    “Ninguém sabe o que aconteceu/Ela se jogou da janela do quinto andar/Nada é fácil de entender.”
[Legião Urbana]

 ____________________________________________________
  “A choradeira no brasil se dá por causa das injustiças sociais em altíssima escala e essa dívida há de ser cobrada não somente nessa geração, más ainda nas próximas, até que as imperfeições que houver não acometam mais os negros numa escala mais elevada do que os de qualquer outra raça ou etnia. ” 
[Comentarista no G+]
_____________________________________________________

  Esse pensamento é o pensamento da maioria, se enchem de culpa em um masoquismo inexplicável.
  O duro é que são pensamentos cheio de boas intenções, mas muito maléficos...segundo um raciocínio LÓGICO.

  Passam para o garoto(a) negro que ele nunca vai conseguir nada se não tiver a caridade dos “brancos” ou tomar deles usando um revolver.

  Eu quero passar para o garoto negro que ele não precisa de esmola e muito menos da violência.

  Nascer pobre torna as coisa mais difíceis para todos.

  Trabalhe, estude e “seu lugar ao Sol” acontecerá na maioria das vezes, não estou falando de ficar rico, mas de ao menos ter condições de vida satisfatórias.

  O garoto negro não é inferior, mas pensadores com “boa intenção” os tratam como se fossem e a infelicidade é que muitos se convencem disso, realmente acreditam que não adianta estudar ou se dedicar a algum talento porque alguma sociedade “monstruosa” sempre lhe negará uma oportunidade.

  Dependendo da família que você nasce, a vida fica difícil independente de qualquer outra coisa.
  Olhe esse depoimento:

 Veja - No livro, a senhora revela uma infância muito pobre e um histórico de violência doméstica. Como essas experiências ecoam hoje?

  Luiza Brunet - Acho que sou uma mulher pouco doce, com atitudes masculinizadas. 
  Estou tentando ficar mais flexível.
  Nós éramos seis irmãos e morávamos em uma casa de pau-a-pique, escondida entre cafezais, onde hoje é Mato Grosso do Sul.
  Nossa casa não tinha banheiro, só o que chamamos de casinha, sem sanitário.
  Fome eu não passei, porque tínhamos roça de milho, de feijão e dava para caçar.
  Nosso café da manhã era ovo cru, batido com açúcar e farinha, servido num prato que parecia um penico.
  Como eram muitas crianças juntas, nós não sentíamos a pobreza em suas facetas mais sofridas, era tudo meio brincadeira.
  A parte ruim era o alcoolismo do meu pai.
  Quando estava sóbrio, era muito afetuoso, mas, quando bebia, ficava violento.
  Por anos, ele agrediu minha mãe.
  Na primeira vez que tentou matá-la, eu tinha 10 anos.
  Eles brigaram e, com um facão, ele correu atrás dela.
  Minha mãe se escondeu na plantação de mandioca e passou dois dias lá.
  Eu me lembro do colchão deles, feito de folha de bananeira, com o buraco, aberto com o facão.  Clique Aqui

   Como já escrevi várias vezes, minha infância foi difícil.
   Mas não posso culpar uma sociedade monstruosa ou um Governo “que não pensa nos pobres.”
  Meus pais casaram bem cedo, minha mãe estava gravida com 16 anos e teve mais 6 filhos [2 morreram].
  Já tinha pílula, camisinha, como meus pais nasceram em Campinas tinham fácil acesso à escola.
 
 Concluir faculdade é meio complicado até hoje [não só no Brasil].   
  Não é só dinheiro, muitos não gostam de ler/estudar...independente de cor, raça, religião, situação financeira da família.

  Meus pais não teriam grande dificuldade em terminar pelo menos o antigo “Ginasial” o equivalente ao ensino fundamental hoje.

  Deixar de estudar para constituir família não pode ser creditado a mais ninguém senão a eles mesmos.

  Culpa da mídia?
  Meus pais passaram boa parte da juventude no Regime Militar.
  A mídia tinha censura política, mas a censura “erótica” era bem maior.
  Os militares levavam muito a sério a “moral e bons costumes”.
  A mulher era fortemente desestimulada a qualquer relacionamento sexual fora do casamento:  Clique aqui
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  Apesar de tudo eu estudei, trabalhei e vivo razoavelmente bem.

  “...e essa dívida há de ser cobrada não somente nessa geração, más ainda nas próximas, até que as imperfeições que houver não acometam...”G+

  Se você não gosta de ler/estudar, não se interessa por Historia, Ciência ou Matemática ...se interesse ao menos pela história de seus pais.
  As “imperfeições” que você quer cobrar de “gerações” passadas e futuras talvez sejam resumidas apenas a sua, a decisões tomadas por seu papai e sua mamãe.

  Por favor, caso não goste do que encontrar, não odeie seu pai e sua mãe”...HAHAHAHAHAHAHAHAAHAH! [Palavras da salvação]

  Apenas tente começar uma história com menos “imperfeições” para seus futuros filhos, amém?

   “O passado serve para evidenciar as nossas falhas e dar-nos indicações para o progresso  futuro.” [Henry Ford]




 “Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo
 São crianças como você
 O que você vai ser
 Quando você crescer”  Clique Aqui

  “Meu filho vai ter nome de santo
Quero o nome mais bonito”.


  Está preparando para ele uma vida mais bonita, com menos “imperfeições”?


Anterior          <>        Próximo

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Fora de Casa

 Não gosto de sair de casa, mas sou obrigado a isso, preciso trabalhar, tenho coisas para resolver lá fora.

  Não vou exagerar dizendo que tenho fobia de sair de casa, mas não é algo muito longe do meu sentimento.

  Eu gosto lá de fora, a falta de lógica é que me assusta.

  As coisas não fazem sentido e minha mente precisa que as coisas façam sentido... eu nasci assim.

  Para aliviar minha tensão eu procuro por “ilhas de harmonia” em qualquer lugar que eu esteja.

  É como alguém que está morrendo afogado, mas encontra pequenos espaços para respirar.

  Voltar para casa é sempre um grande alivio.

  Na empresa que trabalho tenho uma pequena ilha de harmonia, um jardim interno onde posso ficar por 15 minutos.

  Não sei porque as pessoas viajam para longe para encontrar a beleza, ela está por toda parte no mundo aí fora...  Clique Aqui

  Não é o mundo que me assusta é a falta de bom senso, a falta de LÓGICA.


  O jeito é eu me concentrar em pequenos espetáculos que ninguém nota, mas são minha salvação em meio ao caos...


Anterior          <>        Próximo

domingo, 21 de dezembro de 2014

Péssimo Habito?

  Esse depoimento do Thiago é algo que me anima a continuar escrevendo, vou guardar junto com meus melhores textos.
  Eu iria publicar um texto novo hoje, mas para quê?
  Nada superaria esse depoimento...


   “Como o regime militar, que dizem ter sido tão opressor, pôde deixar nossas universidades nas mãos dos socialistas?
  Em função deste erro temos hoje um sistema educacional completamente corrompido pelas "doutrinas vermelhas" e cujas metodologias são endossadas pela quase totalidade dos pedagogos e oferecidas ao povo como única opção possível, criando um solo fértil para o pensamento revolucionário e todo o bla bla bla marxista que, de outro modo, logo seria descartado em função de suas inconsistências.

  Eu aprendi a ler muito cedo mas não foi na escola... Foi graças a uma tia que oferecia aulas de reforço e cujo assunto mais complexo que dominava era a tabuada.
  Qual a metodologia dela?
  Escrevia uma palavra no quadro e aquele que gritasse primeiro o que ela escrevera ganhava uma bolacha.
  Isso me desenvolveu a agilidade necessária para ler textos mais longos e complexos enquanto meus colegas da escola regular, submetidos à pedagogia e seus métodos, ainda aprendiam a soletrar.
  Um amigo certa vez me contou revoltado, e com razão, que a professora de seu filho lhe havia repreendido em virtude de a criança, então com três anos, já saber ler.
  Eu mesmo, por influências de meus professores (principalmente de história e geografia) do ensino médio, já me declarei socialista e tenho no currículo atitudes tão idiotas quanto vibrar com a queda do World Trade Center.
  O problema é que tenho o péssimo hábito de me aprofundar em quase todas as informações que recebo e por isso li, e muito, sobre capitalismo, socialismo, comunismo, revoluções, direita, esquerda, etc.
  Cheguei à conclusão de que o sistema educacional é peça chave na revolução lenta do marxismo cultural.” [Thiago Oliveira G+]


 “COMO O REGIME MILITAR, QUE DIZEM TER SIDO TÃO OPRESSOR, PÔDE DEIXAR NOSSAS UNIVERSIDADES NAS MÃOS DOS SOCIALISTAS?”
ºººººººººººººººººººººººººººº       
  Como relatei em um texto, a ditadura militar não era Liberal, eles eram altamente estatizantes.
  Eles também simpatizavam com a ideia de um Estado paizão.

  Entre as duas ditaduras/socialistas/estatizantes...ficamos com a menos pior.

  Basicamente temos essa cultura de não assumirmos nossas responsabilidades individuais e apostarmos nossas fichas em um Estado que nos dê uma vida maravilhosa.

  Nisso, tanto a turma de Costa e Silva quanto a turma de Prestes pensavam igual.
  Era apenas uma disputa para ver quem mandaria no “Estado Paizão.”

  Eu mesmo só conheço o Liberalismo por busca pessoal, não foi um pensamento que aprendi na escola, nem na faculdade de administração isso aconteceu.
  Nós tínhamos apenas pinceladas e sempre condenando o “neoliberalismo”.

  O PENSAMENTO LIBERAL NUNCA DEU AS CARAS NO BRASIL. Clique Aqui

  Quem sabe isso aconteça nessa geração e na próxima para nunca mais deixar de acontecer...nossos melhores dias estão por vir.


  Liberdade, liberdade abra as asas sobre nós!
Vida longa e próspera a nossas crianças.


Anterior          <>        Próximo

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Herança de Lula

  “BRASIL TERÁ 50 MIL IMIGRANTES HAITIANOS ATÉ O FIM DO ANO.
  Pesquisa da PUC Minas revela que 40% dos haitianos no Brasil têm curso médio e 30% trabalham na construção civil.” [emcom]
%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
  Passeando pela Internet tive alguns debates e li notícias sobre esse tema, destaquei alguns tópicos:

 1 - “Embora estejam em 286 cidades brasileiras, 75% dos haitianos estão concentrados em São Paulo, em torno de 10% em Manaus e 7% – cerca de 3 mil – em Minas Gerais, sobretudo em Belo Horizonte e Esmeraldas e Contagem, ambas na Grande BH.”  [emcom]

  Observem que o grosso deles vem para SP por vontade própria, daqui uns 20 anos irão dizer que foram explorados aqui e que temos uma dívida histórica com eles como se tivéssemos os caçado e trazido a força ao nosso Estado para trabalharem de escravos.

2 - São Paulo propõe 'pacto nacional' para imigrantes. A medida é a resposta paulista ao crescente fluxo de refugiados do Haiti que chegaram à capital, com passagens pagas pelo governo do Acre.
 E o que eles (haitianos) faziam no acre?”  [G+]

  O governo Lula além de manter o exército brasileiro policiando o Haiti abriu nossas fronteiras para imigrantes daquele país.
 Só com o exército já gastamos cerca de 2 bilhões.
 Lula era obcecado por uma cadeira no conselho de segurança da ONU e quis ganhar prestigio internacional ajudando o Haiti depois daquele terrível terremoto.
  Com garantias do governo federal os haitianos começaram a chegar aos montes no Acre.
  Claro que o Acre não tem condições de receber refugiados e agora mais essa trapalhada de Lula prejudica o país inteiro...
  Sinto muito pelos haitianos, mas o Brasil só tem condição de acolhe-los nos devaneios populistas de Lula.
  Na realidade estamos com um problema que só tende a piorar e muito.

3 - “Coitados [dos haitianos) !!! A paulistada não suporta os nordestinos que são irmãos, legítimos brasileiros... imagine os pobres haitianos. Vão comer o pão que o diabo amassou... [G+]

  Quem abriu a fronteira foi o governo Federal é ele que tem que cuidar.
  Mais uma vez a Dilma vai fazer caridade com o bolso dos paulistas!?
  PORQUE BRASÍLIA NÃO RECEBE A TODOS?


4 - “William tem fonte para esse "projeto de lei" que os transformaria (Haitianos) em eleitores?”  [G+]

  Tenho:
  “O deputado Carlos Zarattini (PT-SP) quer aprovar uma mudança na Constituição

 PARA PERMITIR QUE ESTRANGEIROS POSSAM VOTAR DEPOIS DE QUATRO ANOS DE RESIDÊNCIA NO BRASIL.

 Pela atual legislação, apenas cidadãos naturalizados têm o direito de ir às urnas. Na justificativa de sua proposta, Zarattini cita os milhares de haitianos, bolivianos e nigerianos que chegaram ao Brasil recentemente. Ele também faz referência no texto à campanha "Aqui vivo, aqui voto", que conta com o apoio de movimentos sociais e partidos de esquerda.

   “Assinada pelo deputado federal Carlos Zarattini, do PT de São Paulo, a PEC 347/2013 dá direito ao voto aos estrangeiros com situação regularizada que vivem no território nacional há mais de quatro anos. “Acho quatro anos razoável, dá tempo de construir uma vida aqui”, sugeriu Morgann, que se mudou para o Rio de Janeiro há apenas 10 meses e ainda não se sente no direito de eleger representantes para o Brasil.” [Diário de Pernambuco] Clique Aqui
____________________________          
  Imediatista é a pessoa que não avalia o resultado de suas ações a longo prazo.
  Falamos vulgarmente que ela “não enxerga um palmo adiante do nariz.”
  Essa é uma péssima característica para qualquer um, mas em se tratando de governante é catastrófico.
  Mesmo que a intenção seja excelente a ação pode trazer graves consequências.
  Suponhamos que uma pessoa pede ajuda a você; qual o problema dela?
  Está com uma faca cravada na costa.
  O pensamento imediato é retirar a faca, mas qualquer um com conhecimentos básicos de primeiros socorros sabe que isso não deve ser feito.
  A vítima deve ser levada ao hospital mais próximo para que esse procedimento seja feito lá.
  De certo a lâmina cortou veias e enquanto ela permanecer cravada impede uma hemorragia descontrolada.
  No hospital quando eles retirarem a lâmina estarão prontos para fazer os reparos necessários.
  Se você tirar a faca e demorar para fazer os reparos a vítima morre de hemorragia interna.
  Sua “boa ação” de retirar a faca acaba matando a vitima.

  Vamos ver se encontramos alguma inteligência na ação de Lula no caso do Haiti?

  Houve o terremoto, nos unimos ao mundo para socorrer as vítimas.
  O desejo de todos é que um terremoto dessas proporções não aconteça em nenhum país, mas uma vez que aconteceu e ocorreu tanta destruição queremos ajudar reconstruindo as moradias, a infraestrutura e até oferecendo abrigo em nosso país... queremos “tirar a faca cravada na costa.”
  O Haiti nunca foi um país bom para viver mesmo antes do terremoto, quando você abre a fronteira seus cidadãos em fase produtiva vão optar por viver em um país melhor...não eles não vão para Cuba...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!
  Como Estados Unidos e Canada não foram tão “generosos” ... o Brasil é a melhor opção.
  O duro é que o Brasil atrai mão de obra em fase produtiva que poderia fazer a diferença na reconstrução do Haiti, mas que acaba vindo para cá e tira mais postos de trabalhos de cidadãos brasileiros.

  Já tínhamos mandado efetivo de nosso exército, fizemos doações... como não somos um país de primeiro mundo ninguém esperava muito mais da gente, mas Lula de olho em uma cadeira no conselho de segurança da ONU e/ou o prêmio Nobel da Paz achou por bem abrir nossas fronteiras de maneira especial para os haitianos.
  Bem...ainda não temos uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU e nem Lula ganhou seu cobiçado prêmio Nobel.

  Mas “fique alegre” recebemos milhares de imigrantes haitianos que continuarão chegando aos montes para o “progresso da nossa nação”.
  São pessoas que nem ao menos falam nosso idioma é evidente que o aproveitamento deles mesmo para trabalhos mais simples é dificultoso.
  Imagine a seguinte situação: 
  Não somos um país de alta escolarização, o que não falta aqui são pessoas de baixa renda com educação até inferior ao dos haitianos que estão chegando.
  Você precisa de uma balconista em sua loja, porque optaria por uma haitiana?

  Só se ela trabalhasse de maneira clandestina e custasse bem menos que uma brasileira.
  [É o que acontece com bolivianos]

  O mesmo vale para uma empregada doméstica, baba, pedreiro...
  Operador de telemarketing sem o domínio do português...é um tanto complicado.
  Quero dizer que com nossa economia em baixo crescimento é difícil absorver até nossos conterrâneos imagine gente com baixa qualificação vindo de fora.
  Esses haitiano que estão chegando, com medo da extradição não se envolverão em crimes, mas é evidente que terão filhos e esses não poderão ser extraditados.
  Se não desviarmos bastante dinheiro dos impostos para dar uma infância digna a essa segunda geração eles crescerão em grave situação de pobreza algo que propicia muito ao mundo do crime ainda mais com nossa legislação tão condescendente com menores infratores.
  Não estou inventando nada, se você olhar para qualquer país que recebe muitos imigrantes verá que muitos não se adaptam e acabam na criminalidade e mendicância.
  Claro que isso ocorrerá com muitos haitianos a não ser que sejam os melhores humanos que já habitaram esse planeta... pessoas quase angelicais.

  Por qualquer ângulo que olhamos, a ação de Lula com relação ao Haiti foi catastrófica pra nós e será por muitos anos.
  Ele conseguiu prejudicar até o Haiti tirando dele pessoas saudáveis que seriam importantes na reconstrução daquele país.
  A decisão imediatista e populista de Lula não é um caso isolado, vemos muito disso no mundo inteiro.
  Boas intenções ou “interesses” inconfessáveis deixando o bom senso e a racionalidade de lado.



     “Antigamente os imigrantes pobres tinham sua utilidade fazendo o serviço “pesado”, mas hoje as maquinas fazem as operações mais insalubres.
  Compensa mais os países desenvolvidos investirem em tecnologia.
  Maquinas de lavar roupa, comida pronta, ferros elétricos mais eficientes, escolas maternais, maridos que dividem o trabalho de casa com a esposa... facilitaram as tarefas domésticas.
  É raro você encontrar empregadas domésticas em famílias de classe média americana, hoje em dia NÃO COMPENSA.
  No Brasil já está ocorrendo isso, são muitos encargos.
  É melhor contratar uma faxineira 2 vezes por mês e cada membro da família dar sua contribuição para manter a casa em ordem.
  No campo é mais interessante treinar um brasileiro para operar uma grande colheitadeira que permitir a entrada de 100 haitianos para fazer o trabalho manualmente.
  Além de não serem tão eficientes quanto a colheitadeira eles terão filhos, usarão toda nossa infraestrutura e benefícios sociais.

  DEFINITIVAMENTE, EM 2014, IMPORTAR POBREZA É UM PÉSSIMO NEGÓCIO.


  Devemos estimular que cada povo resolva seus problemas dentro de suas fronteiras.”   Clique Aqui




▬▬▬//▬▬▬
  NO BRASIL O ÚNICO ESTADO QUE CONSIDERO MELHOR QUE SÃO PAULO É SANTA CATARINA.

  A sorte deles é que recebem menos imigrantes.

  Aqui em SP vem muita gente de outros estados (e até países) com cultura ineficiente esperando tudo de um Estado Paizão.
  São ótimos eleitores para governantes populistas.

  O GRANDE MÉRITO DOS CATARINENSES É VOTAREM MELHOR QUE A MÉDIA DOS BRASILEIROS.

  Outra sorte deles é terem recebido no passado muitos imigrantes alemães, uma cultura muito eficiente.

  Aqui em SP o Governo Federal está nos empurrando goela abaixo haitianos, cultura pra lá de ineficiente.

“Embora estejam em 286 cidades brasileiras, 75% dos haitianos estão concentrados em São Paulo, em torno de 10% em Manaus e 7% – cerca de 3 mil – em Minas Gerais, sobretudo em Belo Horizonte e Esmeraldas e Contagem, ambas na Grande BH.”




Anterior          <>        Próximo

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

HAITI

  Mais um “grande feito” do Governo Lula foi facilitar a entrada de haitianos no Brasil, quanto devemos agradecer a Lula por isso?

  “Quando conquistou a independência em 1804, se tornou a primeira nação independente da América Latina e do Caribe, sendo o único país do mundo estabelecido como resultado de uma revolta de escravos bem-sucedida e a segunda república da América.
  A Revolução Haitiana, feita por escravos e pessoas livres de cor, durou quase uma década; todos os primeiros líderes do governo foram antigos escravos”.  [Wikipédia]   Clique Aqui

  Observem que os haitianos são donos de sua própria organização social há mais de 200 anos.

  “É o país mais pobre da América, medido pelo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
  A violência política tem ocorrido regularmente ao longo da história do país, o que levou a instabilidade no governo.
  Mais recentemente, em fevereiro de 2004, um golpe de Estado originário do norte do país forçou a renúncia e o exílio do presidente Jean-Bertrand Aristide.”

  A história que eles mesmo escreveram e escrevem é repleta de golpes e ditaduras, quem chega ao poder lá não é nenhum estrangeiro, SÃO HAITIANOS GOVERNANDO HAITIANOS.

  Se haitianos são péssimos em se organizarem como uma nação eficiente não sei que culpa cabe a outros povos.

  É como me culparem pelo insucesso da família de um vizinho que não para em emprego algum e só quer ficar envolvido com a malandragem e que mesmo assim recebe todo apoio dos filhos e esposa.

  Se você ler o resumo da história do Haiti encontrará colonização francesa, bloqueio econômico, intervenção militar americana...coisas que nossas escolas passam a nossos filhos para justificar a desorganização social no Haiti.
  No entanto se você pegar a história da maioria dos países verá dificuldades muito semelhantes.

  Quer falar do Estados Unidos?
  O território foi ocupado por ingleses, a potência econômica e militar da época, tiveram que lutar por sua independência.
  O país tinha duas divisões de modelo econômico, no Sul era mais agrário o norte tentava ser mais industrial, houve uma guerra civil sangrenta...clique aqui

  Entenda que a Inglaterra não nasceu potência ela também foi invadida, houve guerras civis, batalhas contra vizinhos...na história recente se envolveu em duas grandes guerras mundiais onde teve muitas baixas e destruição.
ºººººººººººººººººººººººººººººººººººººººº
  É importante essa compreensão da história que a construção de uma sociedade eficiente não é fácil para ninguém.

  O que aconteceria se o Sul vencesse o Norte na guerra civil dos Estados Unidos?
  Não dá para saber, mas podemos apostar que dificilmente os Estados Unidos se tornariam a potência que são, seriam no máximo algo como o Brasil é hoje porque nós insistimos naquele modelo econômico que existia no Sul dos Estados Unidos.
  Tanto que o Brasil foi um dos últimos países a acabar com a escravidão e mesmo assim por pressão dos ingleses.

  Humm...me desviei do assunto, então esse texto terá que continuar, para aproveitar meu deslize medite sobre outra coisa que aprendemos na escola.

  “Os europeus que chegaram aos Estados Unidos foram para morar e os europeus que chegaram ao Brasil vieram para explorar.”

  Encima desse pensamento tosco construíram toda uma justificativa para a ineficiência do aproveitamento de nossas riquezas.
  Não precisamos nem voltar 500 anos atrás na história para observar o quanto esse pensamento é mal estruturado, não corresponde à realidade.
  Aqui em Campinas encontrei muitas pessoas que vieram de vários Estados, eles vem com esse discursinho habitual de melhorarem de vida e voltar para sua terra natal, mas todos sabemos que isso raramente acontece.
  Em resumo, vem aqui para “explorar” SP e mandar dinheiro para a família que ficou em outro Estado.
  Acabam ficando, constituindo família e só vão para sua terra natal a passeio.
  Calma, antes que me taxem mais uma vez de questionar a condição de vítimas adotadas por nortistas e nordestinos saibam que aqui em Campinas tem muita gente de Minas e Paraná.
  Vejam bem, estou falando de Estados vizinhos.
  Minha esposa é paranaense, de carro sua cidade natal fica há 6 horas de viagem.
  Conheço muitos mineiros e para chegar ao Sul de Minas nos TEMPOS ATUAIS não demora mais que 5 horas.

  Porque eu destaquei “tempos atuais”?

  Sabiam que em 1500 uma viagem de caravela de Portugal para o Brasil, com muita sorte, durava cerca de 50 dias?
  Não, o avião não tinha sido inventado.

  Fica claro que mesmo que o português tivesse a intenção de vir aqui “enricar” e voltar para Portugal isso raramente acontecia.
  Sim, eles vinham para morar.

  Em 1800 a população de Portugal girava em torno de 3 milhões de habitantes, no Brasil a população girava em torno de 4 milhões.
  Fica fácil deduzir que a natalidade aqui era alta, os portugueses que chegavam acabavam ficando porque voltar era muito difícil.
  Claro que a maioria sabia que era uma vinda sem volta.
  O que você acha que acontecerá com os haitianos que estão chegando ao Brasil?
 Vieram para morar ou para explorar?


  I”ll be back!




Anterior          <>        Próximo