domingo, 21 de dezembro de 2014

Péssimo Habito?

  Esse depoimento do Thiago é algo que me anima a continuar escrevendo, vou guardar junto com meus melhores textos.
  Eu iria publicar um texto novo hoje, mas para quê?
  Nada superaria esse depoimento...


   “Como o regime militar, que dizem ter sido tão opressor, pôde deixar nossas universidades nas mãos dos socialistas?
  Em função deste erro temos hoje um sistema educacional completamente corrompido pelas "doutrinas vermelhas" e cujas metodologias são endossadas pela quase totalidade dos pedagogos e oferecidas ao povo como única opção possível, criando um solo fértil para o pensamento revolucionário e todo o bla bla bla marxista que, de outro modo, logo seria descartado em função de suas inconsistências.

  Eu aprendi a ler muito cedo mas não foi na escola... Foi graças a uma tia que oferecia aulas de reforço e cujo assunto mais complexo que dominava era a tabuada.
  Qual a metodologia dela?
  Escrevia uma palavra no quadro e aquele que gritasse primeiro o que ela escrevera ganhava uma bolacha.
  Isso me desenvolveu a agilidade necessária para ler textos mais longos e complexos enquanto meus colegas da escola regular, submetidos à pedagogia e seus métodos, ainda aprendiam a soletrar.
  Um amigo certa vez me contou revoltado, e com razão, que a professora de seu filho lhe havia repreendido em virtude de a criança, então com três anos, já saber ler.
  Eu mesmo, por influências de meus professores (principalmente de história e geografia) do ensino médio, já me declarei socialista e tenho no currículo atitudes tão idiotas quanto vibrar com a queda do World Trade Center.
  O problema é que tenho o péssimo hábito de me aprofundar em quase todas as informações que recebo e por isso li, e muito, sobre capitalismo, socialismo, comunismo, revoluções, direita, esquerda, etc.
  Cheguei à conclusão de que o sistema educacional é peça chave na revolução lenta do marxismo cultural.” [Thiago Oliveira G+]


 “COMO O REGIME MILITAR, QUE DIZEM TER SIDO TÃO OPRESSOR, PÔDE DEIXAR NOSSAS UNIVERSIDADES NAS MÃOS DOS SOCIALISTAS?”
ºººººººººººººººººººººººººººº       
  Como relatei em um texto, a ditadura militar não era Liberal, eles eram altamente estatizantes.
  Eles também simpatizavam com a ideia de um Estado paizão.

  Entre as duas ditaduras/socialistas/estatizantes...ficamos com a menos pior.

  Basicamente temos essa cultura de não assumirmos nossas responsabilidades individuais e apostarmos nossas fichas em um Estado que nos dê uma vida maravilhosa.

  Nisso, tanto a turma de Costa e Silva quanto a turma de Prestes pensavam igual.
  Era apenas uma disputa para ver quem mandaria no “Estado Paizão.”

  Eu mesmo só conheço o Liberalismo por busca pessoal, não foi um pensamento que aprendi na escola, nem na faculdade de administração isso aconteceu.
  Nós tínhamos apenas pinceladas e sempre condenando o “neoliberalismo”.

  O PENSAMENTO LIBERAL NUNCA DEU AS CARAS NO BRASIL. Clique Aqui

  Quem sabe isso aconteça nessa geração e na próxima para nunca mais deixar de acontecer...nossos melhores dias estão por vir.


  Liberdade, liberdade abra as asas sobre nós!
Vida longa e próspera a nossas crianças.


Anterior          <>        Próximo

Postar um comentário