sábado, 11 de abril de 2015

Sobre a Páscoa

  “Ao invés de apenas ovos de chocolate, dê a seu filho a oportunidade de conhecer a verdade sobre a Páscoa.”  [Post no Face]

  PEDIDO FEITO, PEDIDO ACEITO:

  “Pessach (do hebraico פסח, ou passagem) é a "Páscoa judaica", também conhecida como "Festa da Libertação", e celebra a libertação dos hebreus da escravidão no Egito.
  De acordo com a tradição, a primeira celebração de Pessach ocorreu há 3.500 anos, quando de acordo com a Torá, Deus enviou as Dez pragas do Egito sobre o povo egípcio.
  Antes da décima praga, o profeta Moisés foi instruído a pedir para que cada família hebreia sacrificasse um cordeiro e molhasse os umbrais das portas com o sangue do cordeiro, para que não fossem acometidos pela morte de seus primogênitos.
  Chegada a noite, os hebreus comeram a carne do cordeiro, acompanhada de pão ázimo e ervas amargas (como o rábano, por exemplo).
  À meia-noite, um anjo enviado por Deus feriu de morte todos os primogênitos egípcios, desde os primogênitos dos animais até mesmo os primogênitos da casa do Faraó.
  Então o Faraó, temendo a ira divina, aceitou liberar o povo de Israel para adoração no deserto, o que levou ao Êxodo.
  Como recordação dessa liberação, e do castigo de Deus sobre o Faraó, foi instituído para todas as gerações o sacrifício de Pessach.” [Wikipédia]


  Páscoa significa passagem...a passagem do cordeiro de Deus.
  Podemos dizer que um foi o cordeiro da morte e o outro da vida, mas os dois envolveram sacrifício de sangue.
  A primeira foi quando o anjo da morte levou todos os primogênitos dos egípcios.
  Para que o anjo da morte se desviasse da casa dos judeus, esses sacrificaram um cordeiro e com seu sangue colocaram um sinal na porta.



   A segunda Passagem/Pascoa foi o sacrifício de sangue de Jesus:

  “Cordeiro de Deus que tirastes o pecado do mundo”.

  Vamos meditar sobre a primeira Páscoa.
♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦♦
   Na primeira pascoa é um horror lembrar que o bondoso Deus matou tantas crianças inocentes.

  Lembram desses versículos bíblicos?

   Então disse o SENHOR a Moisés: Eis que te tenho posto por deus sobre Faraó, e Arão, teu irmão, será o teu profeta.
  Tu falarás tudo o que eu te mandar; e Arão, teu irmão, falará a Faraó, que deixe ir os filhos de Israel da sua terra.
  EU, PORÉM, ENDURECEREI O CORAÇÃO DE FARAÓ, e multiplicarei na terra do Egito os meus sinais e as minhas maravilhas.
   FARAÓ, POIS, NÃO VOS OUVIRÁ; e eu porei minha mão sobre o Egito, e tirarei meus exércitos, meu povo, os filhos de Israel, da terra do Egito, com grandes juízos.
   Então os egípcios saberão que eu sou o Senhor, quando estender a minha mão sobre o Egito, e tirar os filhos de Israel do meio deles.
  Assim fizeram Moisés e Arão; como o Senhor lhes ordenara, assim fizeram. [Êxodo 7- 1:6]

  Se Deus endureceu o coração do faraó para manter os judeus escravos...porque ao invés de matar crianças simplesmente não amoleceu o coração do faraó!?

  Na bíblia tem uma passagem onde Herodes na esperança de matar Jesus que segundo uma profecia seria o rei dos judeus mandou matar todos os bebês nascidos naquele período.

   “No relato de Mateus, magos do oriente vão para a Judeia em busca de um recém-nascido rei dos judeus, tendo "sua estrela no oriente".
  Eles foram direcionados para Belém e Herodes lhes pede que o avisem quem é este rei quando eles o encontrarem.
  Eles encontram Jesus e o adoram, mas um anjo pede que eles não alertem Herodes e eles retornam para casa por um caminho diferente.
  Quando Herodes percebeu que havia sido enganado pelos magos, ele ficou furioso e ordenou que fossem mortos todos os meninos com menos de dois anos em Belém e nas redondezas, contando com a referência de tempo que lhe havia sido passada pelos magos.”  [Wikipédia]
 
  O que Herodes fez foi algo terrível, mas vale lembrar que essa história só existe na bíblia, não há nenhum registro histórico que isso realmente tenha acontecido.
  Os romanos registravam razoavelmente bem sua história e esse acontecido de matar bebês não tem nenhum registro.
  No entanto como os crentes tem a Bíblia como 100% verídica vamos aceitar esses relatos como a mais pura verdade.

  Primogênito não significa necessariamente criança, mas sim o filho mais velho.
  Deus de Abraão não se limitou a matar crianças de até 2 anos, o que já seria abominável, foi muito, mas muito além de Herodes.
  Nem os animais de criação do povo egípcio foram poupados.

  “À meia-noite, um anjo enviado por Deus feriu de morte todos os primogênitos egípcios, desde os primogênitos dos animais até mesmo os primogênitos da casa do Faraó.” [Biblia]

  Nas igrejas falam para nós sobre a morte dos filhos dos egípcios como um grande feito de Deus, algo quase para comemorar.
  Você alguma vez parou para meditar sobre esse ocorrido?
  Vou reduzir a história ao mínimo possível depois você pode conferir na bíblia.

  Em Israel havia um garoto de nome José o qual os irmãos tinham muita inveja dele por motivos não muito bem detalhados na bíblia.
  O fato é que certa vez o emboscaram e o venderam como escravo.
  Observe que foi um problema familiar nada que envolvesse todo povo de Israel.
  Esse José tinha o dom de interpretar sonhos, um dom dado por Deus de Abraão.
  Sua fama de interpretador de sonhos chegou até o faraó do Egito que tinha um sonho recorrente e ninguém interpretava.
  José interpretou aquele sonho corretamente e caiu nas boas graças do faraó.
  O sonho previa 7 anos de fartura na colheita e depois 7 anos de seca.
  Diante dessa informação privilegiada fornecida indiretamente por Deus de Abraão, o faraó sabiamente estocou comida por 7 anos a fim de se preparar para o período de seca.
  Como o povo de Israel não teve a mesma informação privilegiada, no período de seca teve que contar com a caridade dos egípcios para não morrerem de fome.
  José o interpretador de sonhos se tornou um homem poderoso no Egito e facilitou essa aproximação que com o passar dos anos foi virando escravidão.

  Você nota que Israel se tornou escrava no Egito pela vontade do Deus de Abraão sem nenhum motivo justificável para isso.

  Deus podia ter avisado os israelenses sobre a seca prolongada, mas não o fez.
  Deus poderia com todo seu poder evitar a seca, mas também não o fez.
  Todo o povo israelense tinha que ser punido porque José tinha irmãos invejosos?
  Porque Deus não puniu apenas os culpados?

  Damos glória ao Deus de Abraão por ele ter livrado Israel da escravidão no Egito, escravidão que ele mesmo impôs a Israel.
  Percebem o absurdo da coisa?
  E durante esse processo de libertação consideramos justo e comemorável a morte de centenas talvez milhares de filhos egípcios!?

   É senhoras e senhores, se a Bíblia realmente mostra Deus como ele é... é um ser para se ter muito MEDO, impossível de amar ou ter algum respeito só medo mesmo.

  Você que critica tanto a festa “comercial” da Páscoa deveria ser menos intransigente com essa superficialidade.
  Coma seu ovo de chocolate em paz, porque se meditar profundamente sobre a parte sagrada da festa...perderá o apetite.

Anterior          <>        Próximo