sábado, 9 de maio de 2015

Monopólio Obsoleto da Pedagogia

  “Chamar a Pedagogia de ciência é a mesma coisa que chamar a Psicologia de Ciência...uma TEMERIDADE.” [William Robson]

  Pedagogia: o curso de Pedagogia é um curso superior de graduação, na modalidade de licenciatura e tem como finalidade formar professores para atuar na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental (até o 5º ano).
  É aquele professor que assume integralmente o currículo da série.
  Os cursos de pedagogia também formam profissionais para atuarem na gestão do sistema escolar, mas a prioridade é a formação de professores.

  [Esse texto NÃO pede o fim da pedagogia, apenas aponta a necessidade de uma grande mudança, separei em comentários.]

O que é um pedagogo?

  “Atualmente, denomina-se pedagogo o profissional cuja formação é a Pedagogia, que no Brasil é uma graduação e que, por parte do MEC - Ministério da Educação e Cultura, é um curso que cuida dos assuntos relacionados à Educação por excelência, portanto se trata de uma Licenciatura, cuja grade horário-curricular atual estipulada pelo MEC confere ao pedagogo, de uma só vez, as habilitações em educação infantil, ensino fundamental, educação de jovens e adultos, coordenação educacional, gestão escolar, orientação pedagógica, pedagogia social e supervisão educacional, sendo que o pedagogo também pode, em falta de professores, lecionar as disciplinas que fazem parte do Ensino Fundamental e Médio, além se dedicar à área técnica e científica da Educação, como por exemplo, prestar assessoria educacional.
  Devido a sua abrangência, a Pedagogia engloba diversas disciplinas, que podem ser reunidas em três grupos básicos: disciplinas filosóficas, disciplinas científicas e disciplinas técnico-pedagógicas.” [Wikipédia]
 
1- Vejam que a própria descrição do curso é um chute para todo lado.
  O indivíduo passa 3 ou 4 anos aprendendo a “arte de ensinar” ou aprendendo a “ciência de ensinar”?
  Chamar a Pedagogia de ciência é a mesma coisa que chamar a Psicologia de Ciência...uma TEMERIDADE.

  Qual a condição básica para você ensinar qualquer coisa a alguém?

  É saber fazer a tal coisa e ter paciência para ensinar.
  Qualquer um de nós que sabemos ler e escrever podemos ensinar alguém a ler e escrever, não precisamos de alguém formado em pedagogia para isso.
  Nós ensinamos nossos filhos a falar sem termos nenhum pedagogo por perto e no entanto 100% das crianças com capacidade para falar...falam.
  Até o final da sequência eu “pretendo” convence-los que Pedagogia poderia ser um curso de extensão com duração de 6 meses na parte teórica e 6 meses de estágio.
  Qualquer pessoa com formação superior em qualquer área, se tivesse interesse em dar aulas ou ser diretor de escola bastaria fazer esse curso de extensão.

  Pedagogia para quê?

   Quem faz Administração, Engenharia, Advocacia, Medicina...por que não pode administrar uma escola? Por que não pode dar aulas?  [Ciênciada Educação]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
2- Magistério: 2020 é o prazo final

  “Embora a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de 1996, recomende a formação de professores em nível superior, o curso de Magistério, de nível médio, ainda é aceito na Educação infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental.
  Por isso, para preencher seus quadros de educadores, diversas secretarias aceitam inscrições nos concursos daqueles que têm essa formação.
  Uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE), porém, prevê que todos os professores da Educação Básica tenham formação específica de nível superior em curso de licenciatura na área de conhecimento em que atuam até 2020.” [Revista Escola]

  Como já disse, eu abriria a possibilidade de dar aulas a qualquer um com formação de nível superior, bastando um curso de no máximo 1 ano, sendo que apenas 6 meses seriam teóricos.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
3- [30/04/2015] Fui acordar minha filha para escola, mas minha esposa disse que não tem aula.
  Falei que o feriado é na Sexta e hoje é Quinta.
  Minha esposa confirmou que a escola cancelou as aulas.
  Mais um feriadão mais que prolongado para nossos professores....

  NÃO SEI QUE TIPO DE VALORIZAÇÃO OS PROFESSORES QUEREM!

   Do jeito que falam parece que engenheiros, pedreiros, médicos, advogados, garis... administram as secretarias de educação e escravizam os pobres professores.
  Não tem professores na administração do MEC, secretarias estaduais e municipais?
  Quero dizer que não conseguem organizar nem sua própria área!
  Governador bom é o que dá grandes aumentos e os trata como deuses!?

  Há uma enormidade de professores que seguem a carreira política, quando um professor chega a um cargo importante não tenta melhorar sua categoria profissional?
  Professores da USP chegam a ganhar 13 mil reais.
  Diretores de escolas ganham por volta de 6 mil.
  Se esse nível de salários não lhe interessa...ninguém é obrigado a ser professor.
  Tente abrir uma empresa, seguir alguma carreira artística ou executiva.

  Professor aposenta 5 anos antes de outros profissionais.
  Tem duas férias por ano.
  No geral trabalham em um ambiente limpo, longe de ser insalubre.
  Tem estabilidade.
  Emendam todo e qualquer feriadão.
  Tem um feriado a mais, dia dos professores.
  Quase todo ano fazem greves e não tem os dias descontados.
  Alguns participam de passeatas, mas a maioria fica em casa ou no shopping aproveitando a vida, afinal no início do mês o salário está garantido mesmo sem trabalhar.

  “Liminar obriga governo de SP a pagar salários de professores em greve”   [G1] 
[É sempre assim]

  Aqui em Campinas é raro você ver professor que não tem bom carro.
  Na outra ponta nossas crianças são mal avaliadas em testes internacionais.

  OS PROFESSORES QUEREM COBRAR CARO POR UM SERVIÇO MAL PRESTADO!

  Quem não tem vocação PEDE PRA SAIR
  Deveríamos acabar com o monopólio dos pedagogos na educação ou pelo menos responsabiliza-los por todo caos educacional em que vivemos e exigir mudanças. [Paradoxo da Educação]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
4- “Professores no Brasil estão entre mais mal pagos em ranking internacional (OCDE)” [Comentarista no G+]

  Temos que tomar cuidado com essas “listas/ranking”.
  Se você pegar minha situação financeira e comparar com a de 30 famílias que moram em bairros muito pobres provavelmente eu estarei no topo da lista como “menos pobre”.
  Se você pegar minha mesma situação financeira e comparar com a de 30 famílias que moram em bairro nobre eu provavelmente estarei no último lugar.
  Quando você ler “primeiro ou último” lugar em alguma lista é essencial que entenda quem ou o que compõe a lista.

  Nessa lista onde nossos professores ganham mal a maioria são países desenvolvidos onde as pessoas VOTAM melhor.

  Porque não fazem uma lista com professores cubanos, venezuelanos ou norte coreanos!?

Entenda que é OCDE:

  “A sigla OCDE significa Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico.
  É uma organização internacional, composta por 34 países e com sede em Paris, França.
  A OCDE tem por objetivo promover políticas que visem o desenvolvimento econômico e o bem-estar social de pessoas por todo o mundo.
  O combate à corrupção e à evasão fiscal faz parte da agenda da OCDE tendo já conseguido resultados otimistas em alguns países.” [Significados]

  Percebam a OCDE é uma organização tão séria que o Brasil nem é membro...HAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAH!

Membros fundadores da OCDE (1948):

Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Grécia, Islândia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, Suécia, Suíça, Turquia.

Admitidos na OCDE posteriormente:
1955 - Alemanha
1959 - Espanha

Admitidos com a reforma da OCDE (1961):
 Canadá
 USA

Admitidos na OCDE posteriormente:
1964 -  Japão
1969 -  Finlândia
1971 -  Austrália
1973 -  Nova Zelândia
1994 -  México*
1995 -  República Checa
1996 -  Hungria
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
5-  “Em 1964, trouxe como tema de casa, uma figura de uma foice com uma marreta, a qual eu teria que pintar de vermelho, recortar e colar em uma cartolina......Meu pai ficou enfurecido.... pegou amassou e jogou fora...... disse que iria ao colégio e que eu não perderia a nota por não fazer o trabalho. Na época não entendi muito bem......  Imagina quanto tempo estes comunistas vem incomodando os brasileiros...... tentando fazer um golpe no Brasil.…” [ElisaPalacios no G+]

  Bom depoimento, lembrei desse texto:

  Eu ainda não consigo entender porque os “educadores” querem tomar para si a tarefa messiânica de “salvar nossa sociedade!
  Querem “formar cidadãos que cumpram seus deveres e cobrem os seus direitos.”
  Caraca! Essa não é uma das funções dos pais, da família da criança?
  Os valores do professor…são os valores do professor, não são necessariamente os que eu pretendo passar para minhas filhas.
  Mais ainda, minhas filhas não são computadores que eu ou o professor delas programamos como bem entendermos.
  Elas podem ter valores que não são nem os meus nem os do professor, minha filha é uma pessoa única e é assim que tem que ser.

  Acredito que nosso país melhoraria bastante se os professores se atesem a transmitir os conhecimentos acumulados pela humanidade, matemática, física, química, geografia, história... e deixassem essa função de “formar cidadãos” com a FAMÍLIA.

  Nossos professores em geral são muito Marxistas.
  Nos países comunistas o Estado é capaz até da afastar as crianças de seus pais com o intuito de lhes passar os “verdadeiros” valores, aqueles que o Estado defende.

  Nossos professores por conta própria decretaram a falência da família brasileira, nenhum pai que não seja professor tem condições de orientar seus filhos a serem cidadãos honestos.

  Paulo Freire é um dos grandes “gurus” dos professores brasileiros, basicamente ele defende que educar crianças é estimula-las a “acabar com tudo isso que está aí”.
  Substituir o Capitalismo pelo Comunismo.

  FORMAR CIDADÃOS SOCIALISTAS.

  Não quero isso para minhas filhas! [Formar Cidadãos]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
6- “Educação vem de casa, escola é lugar de ensino, não do zoeira, se extrapola os limites deve ser expulso com certeza, que vá procurar outra instituição com ajuda dos papais e deixe os jovens que tem interesse em se tornar cidadãos estudando em paz.”  [Comentarista G+]

   Para alunos muito indisciplinados podemos criar escolas mais rigorosas, com disciplina militar.

  O QUE ESTRAGA ESSE PAÍS É A IMPUNIDADE QUE COMEÇA DESDE CEDO.

  É o caso dos menores infratores, eles podem até matar que praticamente não dá nada.
  O aluno indisciplinado de 8, 9 anos quando percebe que pode fazer o que bem entender e não arcar com nenhuma consequência [nem reprovado de ano é] vai aprontar as piores barbaridades, inclusive agredir as crianças mais calmas que são a maioria.

  Os professores poderiam usar seu intelecto para fazer valer medidas punitivas, mas preferem ficar só choramingando e culpando a família e o Estado... como se eles também não formassem famílias e Estado.

  Hoje em dia a instalação de câmaras ficou muito barato, salas de aulas deveriam ser monitoradas e as imagens servirem de prova para medidas punitivas.

  "A impunidade não salva da pena e castigo merecido; retarda-o para o fazer mais grave pela reincidência e agravação das culpas e crimes subsequentes."
  "A impunidade tolerada pressupõe cumplicidade." [Marquês de Maricá]
 ☼☼☼☼☼☼☼☼
 “Hoje em dia se diz pra criança: Não abaixa a cabeça para professor não, se ele te der castigo me fala que vou lá e quebro a cara dele.” [Comentarista no G+]

  Não entendo essas generalizações!
  A não ser que Campinas onde moro seja um mundo totalmente a parte.
  A maioria das crianças são legais, tenho uma filha com 14 e outra com 12.
  Minhas filhas estudam em escola pública e não vejo esse fim do mundo que falam.
  Tem crianças “pestinhas” ... e quando não teve?

  Moro em um condomínio com muitas crianças e tenho poucas queixas, brincam, fazem barulho, mas esses monstros que pintam não vejo.
   Precisamos de mais rigor com crianças problemas e famílias problemas.
   Mas generalizar que a maioria das crianças são monstruosas cheira mais a “sindicato dos professores”.
☼☼☼☼☼☼☼
   “Precisamos compreender que os métodos não são mais os mesmos, porque os valores mudaram.. ser professor e ensinar hoje em escolas públicas, principalmente nas periferias da vida, se transformou em desafio.” [Comentarista no G+]

  Isso são historinhas que sindicalistas contam para se valorizar.
  Claro que existe bairros barra pesada, mas não são maioria.

 DO JEITO QUE FALAM PARECE QUE 90% DAS CRIANÇAS SÃO O DIABO EM PESSOA!

  A turma do fundão sempre existiu, tem professor que sabe se impor tem outros sem vocação que não sabem.
  Vou dar um exemplo estrangeiro:

  Já houve vários casos de chacina em escolas no Estados Unidos e isso chama muito atenção, é lamentável.
  Mas 99% das escolas não tiveram esse tipo de acontecimento.
  Esconder/ignorar que chacinas acontecem no EUA é lamentável para um Liberal, mas igualmente lamentável é alardear que chacinas nas escolas americanas são regra e não exceção.

  Minhas filhas estudam em escola pública, em todos esses anos em termos de violência não tivemos nenhum relato mais grave.
  Tenho uma família grande com muitos sobrinhos e a mesma normalidade é observada.
  Não sei onde você leitor mora, mas faça uma pesquisa para ver se as crianças do seu bairro são tão demoníacas quanto essa “lenda” que nos contam.
  No condomínio onde moro há muitas crianças, são levadas, sapecas, cheias de energia, mas nada fora do esperado, eu digo que são mais educadas que meus colegas de infância.
  Na minha infância era comum estilingue, armas de plástico, caçar pássaros... as crianças de hoje em dia nem subir em arvores sobem.
  Minhas filhas, sobrinhas, amiguinhas delas são tão da paz.
  A violência delas é uma cutucada no Face ou uma fofoquinha.
  Será que essas crianças são possuídas pelo demônio quando entram em sala de aula?
  Vamos por câmeras na sala de aula, quero ver essa transformação... será que os sindicatos deixam nós fazermos isso?
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
7- “Para desenvolver outras capacidades físico motoras e psicológicas! O que adianta a criança saber tabuada, mas não saber dividir o brinquedo com os amigos? Não saber pular corda? As sinapses de memória e os reflexos que se desenvolvem quando a criança pula corda é algo incrível!”  [Comentarista no G+]

  Pular corda deve ser uma habilidade “incrível” para o futuro da criança, mas “desconfio” que o domínio da Matemática lhe será mais útil.
  Quanto a aprender dividir os brinquedos, isso é função da família e não de um professor de creche, escola ou faculdade.
   Debater ideias com seus filhos eu acredito que seja muito importante, comente uma notícia, discuta um acontecimento familiar, não diga apenas “não”, explique o porquê do “não” ... o mesmo vale para o “sim”.

  Mais uma vez não sei como um professor do Estado pode ser mais eficiente que você pai ou mãe para transmitir valores a seus filhos.
  Mas quem defende que a família não é o melhor lugar para formar cidadãos então acredito que lá pelos 7 anos as criança já deveriam ficar totalmente sob a tutela do Estado, as colocaríamos em creches, os Governantes as encheriam de ideologias e os pais as visitariam de vez enquanto nos finais de semana.
  Sociedades já experimentaram isso, chamavam de internatos que poderiam ser religiosos ou militares.
  Se a família brasileira é uma influência tão negativa para criança nada mais logico que afasta-las do ambiente familiar o mais cedo possível e deixar que os instrutores/professores do Estado as doutrinem.
  Porque para eu é bem claro:

 O pai que defende o Estado como responsável pelo caráter de seu filho está se assumindo incompetente como pai, é aceitável que abdique do pátrio poder. [Cultura vs Educação]



        

  A Escola transmite CONHECIMENTO, quem EDUCA é a FAMÍLIA.

▬▬▬//▬▬▬
  Jean Wyllys diz que professor que se prepara ganha tão bem quanto políticos. [Folha]

  Como qualquer outro profissional professor que se acomoda não progride na carreira.
  E como qualquer outro profissional alguns tem sorte outros nem tanto.
  Tem muita panelinha e indicação política nesse meio.

  Lembremos que nada impede um professor de entrar para política, há muitos no Congresso e câmaras Municipais, Estaduais e Federais.


Anterior          <>        Próximo