sábado, 11 de julho de 2015

Insensatez

 “Você não consegue escapar da responsabilidade de amanhã esquivando-se dela hoje.”  [Abraham Lincoln]

  “É próprio da natureza humana, lamentavelmente, sentir necessidade de culpar os outros dos nossos desastres e das nossas desventuras.”
[Luigi Pirandello]

“Em 2000 separei do meu marido, meu salário era minguado.
  Pense num filho te pedindo um pão e você não ter para dar...essa foi minha realidade até meados de 2003.
   Meu ex-marido não pagava pensão porque "eu" não quis receber, entendeu?
  Minha vida só melhorou um ano depois que o Lula venceu.”  [Comentarista no G+]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Essa é a essência do comentário de uma participante que odiou o Governo FHC e amou o Governo Lula.
  Creio que é muito instrutivo analisarmos esse depoimento.
  Por orgulho ela deixou os filhos passarem fome só para se mostrar independente do marido.
  Tenho duas filhas e nem imagino minha esposa fazendo uma coisa dessas.
  Mesmo que minha esposa não quisesse pegar diretamente meu dinheiro eu de alguma forma daria comida as minhas filhas, necessidade elas não iriam passar, faria a compra do mercado.
  O esposo dessa participante bebia demais [segundo ela], mas trabalhava, podia pagar pensão.
  Fica difícil saber o que FHC ou qualquer outro governante [Governador, Prefeito ou Vereador da época] tem a ver com essa história pessoal.
  A moça namorou e casou com quem quis, se a escolha foi errada porque ela não assume o erro!?
  Suas dificuldades financeiras aconteceram não devido ao Plano Real, mas porque ela dispensou a ajuda do marido que também não fez questão de fazer a parte que lhe cabia.
  Se FHC fosse o pai eu concordo, mas vejam que a moça culpa o Governo por decisões, escolhas pessoais dela.

  Falar que ama os filhos é fácil, agir com amor é outra história.

  As pessoas misturam situações pessoais com eficiência [ou ineficiência] dos governos.

  Minha mãe casou com quem ela quis, o Governo Militar não a obrigou casar com meu pai, minha vó inclusive foi contra.
  Depois de vários anos de um casamento ruim minha mãe separou do meu pai, éramos em 5 filhos, minha irmã mais velha tinha uns 13 anos.
  Minha mãe não foi atrás de pensão, ela queria distância do meu pai, não depender dele para nada.
  Nisso, claro que passávamos necessidades terríveis, minha mãe fazia faxina.
  Meu pai nunca se interessou se comíamos ou não, na cabeça dele minha mãe na miséria pediria para voltar.
  Aconselhada por alguns minha mãe tentou via judicial conseguir pensão, mas meu pai parou de trabalhar só para não ter que pagar.
  Minha mãe não o denunciou, pois ele era violento e coisa pior que passarmos fome poderia acontecer...meu pai matar minha mãe.

   Senhoras e senhores é uma história de infância que não desejo para ninguém, e sei que tem piores.
  Mas me digam: Qual Governo foi responsável por minhas mazelas?

  Você que ainda não tem filhos, pense muito antes de tê-los.
  Depois ficar culpando algum governo militar, psdbista ou petista é tão fácil quanto INEFICIENTE.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  A mulher em questão é honesta e trabalhadeira e com o passar do tempo foi se firmando profissionalmente, os filhos cresceram e a vida melhorou, não sei o que ela credita tanto ao Governo Lula!

  Quando você é jovem e não tem uma família com capacidade financeira para te bancar dignamente, geralmente você passa perrengues, ainda mais quando tem filhos cedo.
  No entanto trabalhando direito, tendo juízo e perseverança, você pode conseguir algum progresso na empresa que trabalha e ter um salário melhor.
  Mesmo como autônomo.
  De ajudante de pedreiro você pode passar a pedreiro.
  Com dificuldade pode concluir algum curso técnico e conseguir uma profissão melhor remunerada.

  Suponhamos que com muita dificuldade você se formou em direito, a grana sempre curta e até algum endividamento.
  Mais uma demora para passar no exame da OAB.
  Mais alguns anos até formar uma boa clientela ou trabalhar em um escritório importante.
  Geralmente com o tempo as coisas vão se firmando.
  Então se hoje você tem uma vida razoável e há 10 anos atrás era de muita dificuldade...são fases da vida.
  Não é que o Governo Lula em 2005 te ferrou e o da Dilma em 2015 é ótimo.
  Em 10 anos você se tornou um profissional melhor, está mais bem posicionado no mercado de trabalho.
  Também pode acontecer o contrário.
  Eu por exemplo, com muita luta estava melhor posicionado no mercado de trabalho em 2003, mas a empresa que eu trabalhava fechou em 2004 e a partir de 2005 minha vida profissional foi para o buraco, culpa de Lula ou azares da minha vida?

  Claro que todos queremos um Governo que administre bem a economia porque quanto mais eficiente ela estiver mais e melhores chances de trabalho nós temos.
  Logo, responsabilizar o Governo por uma má administração da economia é lógico, se não estamos satisfeitos votamos em outros.
  Culpar qualquer Governo por nossas tragédias pessoais... precisa de uma análise mais detalhada, por vezes é pura insensatez.
 
  Tem muita gente que não quer saber de estudar, adquirir conhecimento, quer só aproveitar a juventude e como se não bastasse acha que está fazendo um grande favor a humanidade colocando mais gente no mundo.
  Alguém tem que falar para essa gente que já somos 7 Bilhões, se tem uma coisa que esse planeta não precisa mais é de pessoas.

  Muitos que reclamam do caráter dos políticos deveriam fazer uma auto analise, iriam se surpreender o quanto são moralmente mais falhos que muitos deles.

  [Até onde sei Sarney, Collor, Itamar, FHC, Lula e Dilma cuidaram bem de seus filhos]

  Uma nação desenvolvida se faz com cidadãos ajuizados, bons pais e mães o resto é consequência.


  O cérebro é o órgão mais fantástico do ser humano.
  Ele trabalha 24 horas, 365 dias...até você se apaixonar por alguém ou alguma ideologia, daí ele fica preguiçoso, perde a noção da realidade.
  A paixão é um bom motor de partida, mas a razão é mais eficiente na condução de nossas vidas.

Anterior          <>        Próximo 


Postar um comentário