sábado, 8 de agosto de 2015

Reinaldo Azevedo

  “José Luiz Datena é uma apresentador de talento. Poderia continuar na TV, mas resolveu cometer o erro estúpido de se meter na política.”  [Reinaldo Azevedo]

  Estúpidas são as pessoas que tudo que sabem fazer é criticar.


  Faz algum tempo cansado de ouvir as pessoas reclamarem da política e políticos escrevi o texto Por que você não se candidata.”
  Foi um texto muito visualizado gosto de acreditar que ele surtiu algum efeito.
  As candidaturas de João Dória e Datena para prefeitura de São Paulo achei muito legal.

Datena:  Desde que eu soube que Datena tem um pôster gigante do Che Guevara em sua casa não posso dizer que é alguém que eu tenha compatibilidade política.
  Guevara era um marxista ensandecido.
  Quem o admira a ponto de ter um pôster... não conhece história ou é um marxista ensandecido também.
  Para o bem de SP espero que Datena seja só um ignorante de história.
  Para o ignorante levamos conhecimento, para marxistas ensandecidos... é melhor não votar neles.

João Dória: É um empresário de sucesso, gosto de testar esse tipo de gente na administração.
  Quando Silvio Santos se candidatou a um cargo político fiquei chateado dele ficar no meio do caminho.

  Não entendo essa cultura brasileira de demonizar quem faz sucesso administrando empresas.

  Quando você recorre a um médico, engenheiro, advogado...procura alguém sem diploma universitário, sem experiência nessas profissões?
 Administrar uma Cidade, Estado, País é algo muito sério.
  Não, não estou dizendo para você eliminar da política quem não tenha um diploma universitário.

  Estou pedindo para você não eliminar da política quem tem estudo e riqueza.

  João Dória tem estudo, é rico...então vai governar para os ricos e perseguir os pobres!!!
   Pobre e semi analfabeto vota em pobre e semi analfabeto!?

Celso Russomanno: É um cara que sempre aparece muito na TV criticando duramente qualquer governo, se ele pode fazer melhor que faça.

  Nós brasileiros precisamos entender que fora da política não há boas soluções possíveis.

  Se você igual ao Celso tem uma certa popularidade e se interessa por administração pública tente se eleger para alguma coisa.
  Aqui em Campinas com 4 mil votos é bem provável que você se eleja vereador.
  Se você acha todos nossos vereadores bandidos asquerosos...uma pessoa maravilhosa igual você não deve ter dificuldade em conseguir 4 mil eleitores, entre para a Câmara e faça diferente.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
   Se você não é popular, mas se interessa por política o jeito é ficar sempre bem informado e votar o melhor possível.

  Se não tem interesse nenhum em administração e nem em política não deveria nem ser obrigado a votar, mas já que é obrigado anule o voto.

  Pessoas como Reinaldo Azevedo precisam urgentemente EVOLUIR.
  São pessoas que se interessam por política e administração, mas tudo que conseguem fazer é criticar.

  Reinaldo Azevedo, Rodrigo Constantino e Lobão são bastante populares porque não tentam se eleger para algum cargo?
  Porque sempre essa atitude revolucionária de querer acabar com tudo isso que está aí.
  Entrem no sistema político tentem uma evolução.
  É o que Dória, Celso e Datena estão fazendo.

  Eu sou pobre não tenho de onde tirar dinheiro para uma campanha. 
  Não sou popular, logo politicamente eu só posso participar como eleitor e analista.
  Se eu fosse famoso igual Lobão e Reinaldo eu tentaria uma candidatura.
  Sem dúvida eu me acho o melhor Presidente para o Brasil, pena que não consigo nem ser vereador.
  Quem tem alguma chance tem mais que tentar.
  Uma boa administração da cidade de SP seria um bom começo.
  Parabenizo Datena, Dória e Celso por se apresentarem para a luta e não ficarem apenas como “urubus” revirando a carniça ou como as fofoqueiras do bairro criticando a tudo e a todos.

  Você que acredita que pode fazer diferença se filie a algum partido EVOLUA na política ou pelo menos pesquise e tente votar nos mais eficientes.

  “Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.”
[Abraham Lincoln]








Anterior          <>        Próximo