sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Médicos Residentes

   “Queremos uma grande intervenção do Estado como ocorre em Cuba ao mesmo tempo que queremos uma qualidade de vida igual à da classe média americana.
  No papel e na imaginação podemos tudo, a realidade não é tão submissa a nossa vontade.”   [William Robson]

   Recebi esse folheto e me pediram para escrever alguma coisa.
  Leiam atentamente depois meditem comigo.

1 -  Todo profissional de qualquer atividade quer melhorar as condições de trabalho, e isso deve ser buscado desde que o bom senso prevaleça.

  Usar protetor auricular é ruim, o ideal seria que todas as maquinas e processos na indústria fossem silenciosos.
  Nossos engenheiros buscam fazer as maquinas mais silenciosas, mas em inúmeros casos o uso do protetor auricular é indispensável, é ele ou ficar surdo com o tempo.
  Melhorar as condições de trabalho pode ser fruto de uma boa ideia, uma boa gestão, mas geralmente precisa de dinheiro.

  Eu li o comentário de uma professora do Maranhão onde ela pedia que em todas as escolas fossem colocados ar condicionados.
  Segundo ela os aparelhos não são tão caros.
  Vamos usar o bom senso?
  Sem dúvida nenhuma climatizar um ambiente melhora as condições de trabalho, estudo, lazer, doméstico.
  Acontece que produzir ar frio consome bastante energia.
  É uma conta salgada de energia elétrica que vai acontecer todo mês.
  Esses aparelhos exigem uma boa manutenção, a professora e os alunos não a farão.
  Pela quantidade de aparelhos o melhor seria o Estado manter uma equipe grande para dentro de um cronograma percorrerem as escolas .... mais gastos mensais obrigatórios e eternos.


2 -  Todo profissional de qualquer atividade sempre quer ganhar mais, é outro lugar comum, nem sempre é possível, mas todos tem o direito de tentar.

  O folheto deixa claro que o culpado pela piora das condições de trabalho do médico residente é o Governo e pede ajuda a população.
  Que ajuda podemos dar aos residentes?
  Pressionar o Governo Federal Estadual e Municipal para pagar lhes mais e manter os hospitais mais abastecidos.
  Isso basicamente é aplicar mais dinheiro dos impostos no SUS.
  Como o dinheiro não está sobrando temos que aumentar impostos ou tirar da saúde, educação, infraestrutura ou programas sociais.

  Não vejo nenhuma sugestão dos residentes sobre de onde viriam os recursos.
  [Claro que não me limitei a ler só o folheto.]
  Entendam que o vestibular de medicina é muito concorrido, logo supostamente estamos falando da “elite” pensante de nossa sociedade.
  Elite no sentido de ter bom nível de leitura e conhecimento.
  É evidente que esperamos sugestões.

  O custo do curso de medicina é alto, não se limita a leitura de livros e palestras é preciso muitos recursos humanos, laboratoriais, administrativos.

  Uma boa fonte de recursos seria cobrar de quem pode pagar como é feito no mundo todo até na China comunista.

  Você não vê ninguém sendo contra essa bolsa de estudos integral que o aluno ganha independente da renda familiar.
  Os residentes foram alunos, alunos que fizeram um curso caríssimo de “graça.”
  De graça é modo de dizer.
  NÓS PAGAMOS.
  Agora, nesses dias de crise, ainda querem um aumento do valor que pagamos pelo estágio!

  No folheto dizem que precisam trabalhar mais para completar a renda.
  De qual renda estamos falando?
  Uma renda que permita trocar de Iphone?
  Se o cidadão casou cedo e se encheu de filhos tente o Bolsa Família ... HAHAHAHAHAHAHAHAHHA!

  Assim que o indivíduo terminar o estágio pode entrar no Mais Médicos e ter uma renda de pelo menos 10 mil reais.
  Um salário que eu nunca ganhei e não tenho esperança de ganhar.
  A esmagadora maioria da população a qual eles pedem ajuda não verá uma grana mensal de 2500 dólares nunca. [Dólar a 4 reais]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Como podem ver é mais uma repetitiva história da nossa cultura latina.

  Todos, independentemente de cor, credo, idade, situação financeira querem mamar nas tetas dos impostos.
  Então a carga tributária só tende a aumentar, de algum lugar o dinheiro tem que sair.

  O Governo, qualquer governo de qualquer partido, magicamente tem dinheiro para tudo possível e imaginável só falta vontade política e acabar com a corrupção.
  Tem obrigação legal e moral de manter todos os hospitais do SUS em um padrão de alta qualidade.
  Nossas Universidades tem obrigação social de dar de graça até cursos caríssimos como engenharia e medicina para famílias abastadas além de providenciar e pagar bons salários para aos estagiários

  Eu enquanto cidadão pagador de impostos sinto vontade de fazer uma contra proposta.

  Pegamos todo valor gasto com o aluno no curso e ele fica devendo em serviços para sociedade, pela tabela do SUS é claro.
  Veja exemplos bem toscos só para me fazer entender:

  Suponhamos que uma obturação de dente custe 10 reais pela tabela do SUS e o aluno dentista nos custou 200 mil.
  Ele fica devendo 2000 obturações gratuitas ao SUS.

  O médico estudou 5 anos de graça na UNICAMP.
  Depois de formado fica obrigado a trabalhar 5 anos de graça no SUS, seria um ótimo treinamento, dispensaria o gasto com estágios.

  Tudo isso seria muito complicado aplicar e controlar?
  Concordo.
  Então não reinventemos a roda.
  Cobremos de quem pode pagar, seria uma fonte sustentável e justa de recursos.
  Essa lógica entra em sua mente?

   


  Em Cuba os médicos estudam de graça e depois trabalham por salários módicos para retribuir o custo que a sociedade teve com eles:

  “Cuba duplica salários de médicos, que ganharão até 64 dólares por mês
  Segundo uma tabela publicada pelo Granma, o salário de um médico com duas especialidades passará de 627 pesos (25 dólares) a 1.600 pesos (64 dólares), um aumento de 155%. [Correio Braziliense]

  Esses reajustes tem ocorrido após os médicos cubanos ficarem com fama mundial de trabalhadores escravos, não é uma boa propaganda para o Regime Socialista.
▬▬▬//▬▬
O “paraíso” Chinês:
 
  “Para um pai agricultor na China, cada ano de ensino superior custa em média de seis a 15 meses de trabalho, e é difícil para os filhos de famílias pobres obter bolsas de estudo ou outros apoios governamentais.
  Além disso, eles ainda pagam muitas taxas associadas com o envio de seus filhos para o ensino elementar, médio e superior.
  Muitos pais também contratam tutores para que seus filhos possam ter notas altas o suficiente nos exames de admissão para entrar na faculdade.
  E no fim das contas, os cidadãos chineses que apostam todas as suas economias na educação dos filhos têm poucas opções de sobrevivência se a prole for incapaz de encontrar um trabalho após a graduação.” [Último Segundo]
▬▬▬//▬▬▬
  Brasil - Bolsa Faculdade para Ricos

  “Fórum das Seis segue atuando para reajustar o percentual do ICMS repassado às universidades paulistas, congelado há quase 20 anos.” [Jornal do Sindicato]

  Como eu conheço bem porcentagem minha análise dessa notícia não provoca nenhuma emoção.
  Porcentagem "congelada" não tem nada a ver com verbas ou repasses congelados.
  Na igreja a porcentagem da sua oferta está congelada há séculos um dízimo é o mesmo que 10% 
  Seu salário sobe a quantidade de dinheiro entregue a igreja sobe.
  Vamos supor que a igreja decida cobrar 11%. ... se você concordar tudo bem.

  O quantidade de recursos que nós enquanto sociedade decidimos repassar as universidades é de 9,5% da arrecadação do ICMS, quase um dizimo entregue as Universidades.
  As universidades tem que se adequar ao que estamos dispostos a ceder do dinheiro dos impostos a elas.
  Em 20 anos a arrecadação do ICMS aumentou e as Universidades receberam a parte que lhes cabe.
  SE INSISTEM EM GASTAR MAIS DO QUE RECEBEM...há uma grande falha administrativa.

Anterior          <>        Próximo 

sábado, 19 de setembro de 2015

Contribuição de Empresas

  Gostei do STF proibir a contribuição de empresas, nessa crise política toda é uma ótima notícia.

  Não faz sentido uma empresa fazer doações de campanha.

  O Bradesco por motivos óbvios pode contribuir com milhões para campanha, mais vale o político conquistar o apoio da Empresa Bradesco que de milhões de eleitores.
  É uma concorrência entre pessoas jurídicas e físicas pra lá de injusta.
  Mesmo que limitemos a contribuição, fica algo surreal.
  O Bradesco não existe como um ser pessoal.
 
  Acompanhe o raciocínio.

  Imagine que a Microsoft seja uma empresa brasileira.
  Uma empresa desse porte geralmente é uma sociedade anônima.
  Você tem ações da empresa e ela apoia um candidato que não é o da sua preferência, o que fazer!?
  Se você tem muitas ações e faz parte do conselho pode influenciar de alguma maneira, mas a palavra final será do acionista principal.
  Oras, se o acionista principal simpatiza com algum candidato que contribua como pessoa física, pague do seu próprio bolso e não use o capital da empresa.
  Imagine que o prefeito de Campinas simpatize com um candidato e use o dinheiro da cidade para apoia-lo!
  No caso da empresa não é muito diferente.
  Para quem não conhece é difícil explicar.
  Mas quando você tem ações de uma empresa e esta apresenta lucro, a empresa distribui dividendos aos acionistas.
  Se você tira do caixa da empresa 1 milhão claro que esse montante sai do lucro e todos os acionistas são afetados.
  No caso do Brasil esse é um triste investimento.
  A “Empresa” contribui com a campanha e depois cobra facilidades.

  A contribuição deve ser pessoal, identificar quem está contribuindo e quem está recebendo além de ser limitado a uma certa quantia.

  Assim fica muito mais fácil detectar se há algum favorecimento ilícito.
  Senão fica aquele velho discurso das “contribuições legais de campanha.”
  Atualmente para fazer alguma justiça dependemos da delação premiada porque não temos formas efetivas de controle.
  A delação é uma importante ferramenta, mas precisamos ir além dela, é surreal depender de bandidos para ter alguma justiça...

 Ninguém é ingênuo a ponto de acreditar que o dinheiro por fora [Caixa 2] vai acabar, mas se estabelecermos punições duras para esse tipo de delito o objetivo é que por ser arriscado diminua bastante.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Muitos argumentam que eleições são caras e sem a contribuição das empresas ficam inviáveis.

  Cada partido vai se virar com o que tem é um excelente teste para verificar se está apto a administrar o país sem estourar as contas públicas.
  Quem vai contratar um alcoólatra para administrar um boteco!?

AGORA TEMOS A INTERNET.

  Cada cidadão que faça campanha e contribua com o candidato de sua preferência.
  Os tempos são outros.
  Por enquanto voto em Bolsonaro e se precisar de contribuição eu contribuo.
  Os Petistas acham que levam alguma vantagem, mas é engano.
   Vejam que mesmo com todo aparelhamento, toda dinheirama   fruto de propina bancando a eleição de Dilma ela ganhou por pouco.

  Não me surpreende governos esquerdistas aumentarem tanto os impostos, mas sim como brasileiros (latinos em geral) ainda se iludem tanto com o populismo barato que sai sempre tão caro.
  [Sem contar a tolerância inacreditável com a corrupção.]




Anterior          <>        Próximo 

sábado, 12 de setembro de 2015

Geração Internet

  “Porque sociedades completamente diferentes, perseguem os mesmos arquétipos em suas estruturas mitológicas?” [Post no Face]

  Por enquanto a maior parte da humanidade não gosta de pensar ou confunde com imaginar e lembrar.

  Quando você “pensa” em uma divindade o que acontece na maior parte do tempo é que está imaginando alguma entidade ao seu lado.
  Quando “pensa” em algo que aconteceu de manhã geralmente está só lembrando.
  Um colega que o destratou ou foi simpático.
  Alguma atividade que fez ou deveria ter feito.

  Pensar envolve memória/conhecimento e imaginação/abstração, mas se não acontece uma dedução bem fundamentada não considero que houve um pensamento de fato.
  É como dedilhar notas em um piano, fazer barulho qualquer um faz, tocar ou compor uma música ... é outro nível.
 
  Pensar é o trabalho mais difícil que existe. Talvez por isso tão poucos se dediquem a ele. [Henry Ford]

  O trabalho físico também raramente é agradável.

  Bom mesmo é o “milagre” a “mágica” ganhar tudo de bandeja ou ter um grande auxilio “espiritual” ... assim os arquétipos no final ficam semelhantes.

  Arquétipo: Todo e qualquer tipo de padrão ou modelo; paradigma.
  Aquilo que está no âmbito do consciente coletivo e tende a ser compartilhado por toda a humanidade.

  Quem nunca sonhou em ter um gênio da lâmpada?
  Tem uma série muito antiga Jeannie é um gênio. [YouTube]

  Quem não queria um ser ou entidade para realizar todos os seus desejos, até de imortalidade em algum paraíso?
  O Major Nelson era um grande babaca... pelos meus critérios.
  Se fazia de difícil com um muiérão daquele e queria conseguir tudo por seu próprio mérito!
  Eu casei com uma loira gostosa, pena que ela não tem os poderes mágicos da Jeannie, eu queria era viver no bem bom...HAHAAHHAHAHAHAAH!

   Na humanidade tem os “major nelsons”, mas a maioria é feita de willians.

  Qual crente vai a igreja e não pede uma vida cheia de bênçãos?

  Se vem Provações ele atura com esperança de ser melhor recompensado após a morte ou que depois do teste venha a bonança.
  No final voltamos na mesma, queremos uma entidade mágica que nos de tudo do bom e do melhor, nos proteja de qualquer mal.
  Comunistas Ateus chamam isso de Estado e Grande Líder.

  A diferença é que pessoas igual eu não conseguem viver de imaginação/ilusão.
  Não conseguimos ignorar os fatos nem viver de lembranças.
  Cada dia é um novo dia.
  Não há um fato/evidencia que alguma entidade magica está ao meu lado me protegendo de todo mal e distribuindo bênçãos.
  Esse Estado mágico provedor de tudo que nos protege até de nós mesmos foi uma ótima ideia em 1800, mas até agora não trouxe bons resultados, não acho que compensa persistir nessa teoria que só formou Governos Totalitários.

  Apesar de ser preguiçoso, o trabalho de pensar faço com gosto.

  A maioria fica criando mitos e passam a vida à espera de um milagre, imaginando que uma entidade mágica está sempre a seu lado abrindo as portas e iluminando seu caminho.
  As pessoas que tem uma qualidade de vida muito boa eu até entendo alimentarem essa ilusão, mas os ferrados ainda me espantam.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Uma mulher puxou conversa comigo e começou a contar seus problemas.

  Mostrou alguns papéis que indicavam uma doença respiratória crônica e disse que o marido estava desempregado.
  Não tinha certeza mas minha experiência me dizia que ela era pedinte.
  A pessoa não te pede diretamente esmola ela se aproxima e conta histórias tristes e os incautos oferecem algum dinheiro para ajudar.
  Esse tipo de pedinte ganha mais dinheiro que os outros.
  Se alguém te aborda e pede alguns trocados você dá umas moedas, dois a cinco reais.
  Mas quando a pessoa de comove você tem até vergonha de dar pouco dinheiro diante de tanta dificuldade, se você dispõe de algum dinheiro acaba dando vinte ou cinquenta reais.
  Por vezes vira até “freguês” do pedinte sempre lhe oferecendo alguma ajuda.
  No caso da mulher os papéis eram autênticos é como a fome em certas regiões da África ela é autentica.
  O que é questionável é usar uma situação triste como modo de vida, modo de ganhar dinheiro.

 “Dizem que de boas intenções o inferno está cheio.
 Eu concordo tanto com esse pensamento que por um tempo fiquei meditando o tanto de mal que a caridade tem provocado na humanidade.” [William Robson]

  Os momentos finais do nosso breve bate papo foi mais ou menos assim:

  - Eu tenho que comprar todos esses remédios.

  Não precisa comprar não, se a senhora tem comprado está jogando dinheiro fora, todos esses remédios são conseguidos no posto de saúde são pagos com o dinheiro dos impostos.
 [Ela deixou escapar um meio sorriso, claro que nada do que eu falei era novidade para ela.]

  Habilidosa ela já percebeu que do meu bolso iria ser difícil sair algum dinheiro.
  Ela apelou para meu lado cristão ... péssima escolha.

 - Olha filho, hoje eu vivo apenas pela graça de Deus e Nosso Senhor Jesus Cristo.

  Pode até ser, mas se eu fosse a senhora agradeceria o dinheiro dos impostos que mantem esse hospital funcionando.
  Pela história que a senhora contou não encontro nada digno de agradecer a Deus ou Jesus Cristo...

  - Você é ateu?

  Não, só não encontro motivos na sua vida para ser tão grata a Deus como diz que é.

  - Se não fosse Deus eu não estaria mais aqui.

   Humm ... Você estaria morta e sua alma no paraíso?
   Porque isso é mal?
   Não acredita no paraíso?
 
-  Mas quanto mais eu sofro aqui melhor minha recompensa no paraíso.

  Então quem vive bem vai para o inferno e quem vive mal vai para o céu?
  Deus quer que você sofra?

 - Não, Deus não quer que ninguém sofra, mas se a gente sofre ele nos dá força.

  Ao invés dele dar força para você enfrentar as dificuldades não seria melhor ele não permitir tantas dificuldades?
  Pelo menos lhe dar boa saúde e um emprego a seu marido?
  Eu vivo bem, minha saúde é boa, não tenho grandes dificuldades financeiras vou para o inferno?

  - Qual seu nome mesmo?

   William.

 - Chegando em casa eu vou orar a Deus e pedir que ele reserve um lugar para você no céu.

  Olhei nos olhos daquela mulher e vi muita confusão em sua alma, mas senti sinceridade em seus sentimentos, ela realmente desejava ir para o céu e que eu tivesse um lugar reservado lá.
  Fiz algo que não costumo fazer, foi um instinto sei lá.
  Dei um abraço apertado na senhora, agradeci a oração e lhe desejei muita paz.

  Ela viveu tanto tempo sem pensar que agora só vive por seus dogmas, seu estereótipo de Deus.
  Levar um pouco de racionalidade para aquela mente seria um milagre só possível a entidades magicas...
▬▬▬//▬▬▬
  Eu observo que a Geração Internet tem muito mais acesso a informações.

  Não é que sejam mais inteligentes ou busquem mais informações que a geração anterior é que a informação é tanta que mesmo que não queiram acabam tropeçando nelas.
  Não dá para assustar uma garota de 10 anos hoje dizendo que beijo engravida.
  Uma família cristã pode dizer a seus filhos que Deus criou tudo e o mal entrou pelo Diabo.
  Mas em algum lugar essa criança vai tropeçar na teoria que se Deus criou tudo criou também o Diabo...

  Conseguir um lugar melhor no céu por meio do sofrimento.
  Quantos da Geração Internet irão levar esse dogma a sério?


Anterior          <>        Próximo 

sábado, 5 de setembro de 2015

Ateísmo e Livre Pensamento

  Blogueiros ateus estão sendo mortos em Bangladesh. [BBC]
  O bengali Ananta Bijoy Das, de 33 anos, caminhava rumo ao trabalho na terça-feira quando foi atacado por um grupo de homens mascarados e armados com facões na cidade de Sylhet, em Bangladesh.
  Ananta Bijoy Das escrevia para o Mona Mukto ("Mente livre", em tradução livre), um site que propaga o racionalismo e se opõe ao fundamentalismo.
  Bangladesh é um país oficialmente secular, mas a maioria de seus 160 milhões de habitantes é muçulmana.

  Nessas horas me acho com sorte de ter nascido em um país “pelo menos” igual o Brasil.

  Temos aqui uma liberdade de expressão mais respeitada que em muitos outros povos como Bangladesh por exemplo.
  Lamento que nesses povos a associação direta entre ateísmo e Livre Pensamento acabe prevalecendo.

  Eu considero o ateísmo um primeiro estágio do Livre Pensamento.

  Mas isso só acontece porque o mundo hoje é predominantemente religioso então no primeiro momento o livre pensador questiona a religião.
  No passado remoto quando o sapiens ainda não era religioso acredito que Livre Pensador era aquele que se perguntava se estamos realmente sós, se não havia seres de uma natureza diferente dividindo o planeta conosco e interferindo em nossas vidas ... seres espirituais.

  Os Livre Pensadores de Bangladesh ainda são primários.
  Nos povos culturalmente mais desenvolvidos os Livre Pensadores questionam as tradições mal fundamentadas.
  É evidente que como as religiões são muito ligadas as tradições elas também são muito questionadas, mas o Livre Pensador não se limita a isso.

  A percepção que não estamos sós fica cada vez mais forte entre os Livre Pensadores.

  Até pouco tempo atrás eu não passava uma semana sem ter um debate forte com ateu, agora esses embates estão cada vez mais raros.
  Noto que há cada vez mais “agnósticos”.

  “Para um agnóstico, a razão humana é incapaz de prover fundamentos racionais suficientes para justificar tanto a afirmação de que Deus existe quanto a afirmação de que Deus não existe.
  Na medida em que uma defende que nossas crenças são racionais se forem suficientemente apoiadas pela razão humana, a pessoa que aceita a posição filosófica de agnosticismo irá perceber que nem a afirmação de que Deus existe nem a afirmação de que Deus não existe é racional.
  O agnosticismo pode ser definido de várias maneiras, e às vezes é usado para indicar dúvida ou uma abordagem cética a perguntas.” [Wikipédia]

  Plagiando uma frase celebre eu diria que:

  Um pouco de Livre Pensamento nos leva ao ateísmo, mas à medida que aprofundamos nossas meditações é o espiritualismo que encontramos.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Que espiritualismo é esse que encontramos?

  Por enquanto é algo inconclusivo, há essa percepção que não estamos sós, mas nos faltam fatos para “empiricamente” provar alguma coisa.
  Só podemos fazer suposições “lógicas".

  Na ciência, o empirismo é normalmente utilizado quando falamos no método científico tradicional (que é originário do empirismo filosófico), o qual defende que as teorias científicas devem ser baseadas na observação do mundo, em vez da intuição ou fé.” [Dicionário Informal]

  Como podemos ser lógicos se nossos fatos não são concretos?
  Esse é um processo bem interessante uso muito nos meus textos e as pessoas confundem com contradição ou incoerência vamos ver se hoje torno esse processo mais entendível.

  O Super Homem existe?
  Claro que não.
  Um ser que veio de outro planeta e combate o crime aqui na Terra não é um fato concreto é uma abstração.
  É um personagem fruto da imaginação de alguém.
  Logo, o Super Homem não existe no mundo real, mas existe em um mundo imaginário/abstrato.
  Nós podemos transportar nossa lógica, nossa capacidade de dedução para esse mundo imaginário?
  Claro que sim.

  “A imaginação é mais importante que o conhecimento. O conhecimento é limitado. A imaginação circunda o mundo.” [Einstein]

  Não concordo que a imaginação seja mais importante que o conhecimento, mas vamos conceder uma licença poética ao amigo Einstein e aceitar essa provocação.

  O autor do personagem Super Homem nos deu muitas características sobre ele.
  Se eu disser que o Super Homem foi jogado do quinto andar e se machucou é lógico?
  Não, o personagem consegue voar e tem a pele dura como aço.

  Se eu disser que ele estava muito debilitado por ter sido exposto a criptonita ... agora faz sentido, pode ser.

  Veja que são duas suposições lógicas em um mundo imaginário.
  Duas suposições lógicas sobre um ser que não existe concretamente.
  Mas para alfinetar Einstein, entenda que saber, ter o conhecimento que Super Homem não existe de fato é mais importante que tudo que imaginarmos sobre ele.
  Nesse sentido a imaginação é importante para buscar algo que ainda não temos, um super androide ou um super humano.
  A imaginação é importante para nos despertar um desejo, mas se não produzimos conhecimento...tudo fica no campo dos sonhos.
  Sonhar podemos sonhar qualquer coisa, mas o que faz diferença em nossa vida é o que concretizamos.
  Sonhar que tem 10 milhões em sua conta e ter de fato são situações bem diferentes.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Quando dizem que não posso fazer suposições lógicas sobre a Bíblia por não acreditar nela ... não faz sentido para mim.
  Mesmo se as histórias bíblicas forem 100% fruto da imaginação de homens elas nos fornecem características de seus personagens podemos fazer deduções lógicas.

  A Bíblia por exemplo nos dá a característica da onisciência de Deus de Abraão
  Mas deduzimos que ele não é.
  Deus faz testes, quem testa não tem certeza, quem não tem certeza não é onisciente.
  Defender a onisciência de Deus nas histórias bíblicas é impossível, não é lógico.
  Seja a Bíblia 100% real, 100% imaginaria ou uma mistura em diferentes proporções.

  “A Bíblia Sagrada se refere ao Deus como um ser onisciente, aquele que possui plena e perfeita sabedoria e está ciente de tudo o que ocorre, e que é a própria fonte de todo o conhecimento.
  A Deus é atribuída também a qualidade de onipotente – aquele que tem o poder ilimitado, que é o todo poderoso. Ainda lhe é atribuída a qualidade de onipresente – aquele que está ao mesmo tempo em toda parte.” [Significados]

  Foi só um exemplo prático, vamos para os finalmentes desse texto.
▬▬▬//▬▬▬
  Minha percepção é que não estamos sozinhos.
  Se isso é real ou só fruto da minha imaginação não dá para saber porque não disponho de fatos empíricos.
  Minha percepção é que esses outros seres não são oniscientes, onipotentes e onipresentes, mas estão em uma situação onde podem visualizar a vida de maneira muito mais abrangente, afinal eles podem nos ver e até influenciar de alguma maneira nossas vidas e nós não os vemos nem sabemos se os afetamos de alguma maneira.

  Uma boa pergunta que você poderia me fazer seria:
  Essa sua percepção da possibilidade da existência de espíritos é só achismo?
  Não é só achismo, a percepção tem base em observações.

   “Eu nunca me senti possuído, mas sem dúvida já me senti perseguido por acontecimentos negativos que desafiam todas as leis da probabilidade, uma estranha subversão da lógica. [William Robson]
  Clique no Link, é um texto muito interessante.



Anterior          <>        Próximo