sábado, 21 de novembro de 2015

Reservas Externas vs Idiotice Interna

Novembro de 2015: 360 Bilhões de Dólares

 Alguém entende porque o PT mantém reservas externas tão altas!?
 
Observem alguns fatos.

1- O aumento das reservas vende, para a comunidade financeira internacional, a imagem de fortalecimento de liquidez interna e dá respaldo para o enfrentamento de crises, como ataques especulativos contra a moeda nacional ou como a crise que atingiu todas as economias mundiais a partir de setembro de 2008.

  Alguém acredita que a "comunidade financeira internacional” não sabe da nossa crise econômica!?

2- Manter esse volume expressivo de reservas, importa em um custo de carregamento alto, pois aumentou a dívida pública em cerca de US$ 24 bilhões no ano passado com a emissão de títulos e o consequente pagamento das taxas de comissão.

  O PT deixa uma dinheirama dessa para o Governo dos Estados Unidos gastar como quiser sem pagar juros!
  Para vocês terem uma idéia o título do tesouro americano paga por volta de 0,25% de juros.
  Para manter essa dinheirama lá o título brasileiro paga 14% de juros, por isso o endividamento.

3- Os juros para crédito de longo prazo aqui estão muito elevados, em média de 12% ao ano, então, é natural que as empresas busquem recursos no exterior, onde a taxa é de 2%.

  Esse buscar “recursos no exterior” entenda como buscar recursos em povos desenvolvidos que tem dinheiro para emprestar.
  São Bancos Americanos e Europeus.
  Observem que não tem nenhum país desenvolvido apontando canhões para nós, nos assaltando.
  Os empresários tem que escolher entre pagar juros de 2% e juros de 12%, a opção é óbvia.
  O problema é que esses empréstimos no exterior são em dólares e se o dólar sobe a dívida sobe junto.
  Imagine que você emprestou 500 mil reais com o dólar a 2 reais.
  O sua dívida com o Banco estrangeiro é de 250 mil dólares.
  Se o dólar sobe para 4 reais sua divida com o Banco estrangeiro continua 250 mil dólares, mas agora você deve 1 Milhão em reais.

  Aqui nas republicas das bananas há uma burrice econômica generalizada, um “povo” burro que elege governantes burros ou corruptos.
  Quando falo povo claro que incluo grandes empresários, eles financiam os políticos que estão aí e suas ideologias arcaicas.
 
 4- Os dólares comprados no mercado aberto pelo BC, para segurar a alta do real, são investidos em títulos americanos - esses ativos ainda são considerados seguros, ou seja, com pouca chance de calote ou prejuízo.

  O risco de calote deveria ser baixo, mas infelizmente não é.
  Os Estados Unidos é um dos países mais endividados do planeta.
  Bill Clinton manteve as contas sob controle.
  Bush em função do atentado de 11 de Setembro entrou em guerra contra o Afeganistão e depois o Iraque estourando as contas públicas, guerras custam muito caro.
  Obama no primeiro mandato sofreu a consequência da crise de 2008 e dos gastos militares.
  Mas e no segundo mandato?
  Obama deveria há muito tempo ter iniciado um controle dos gastos públicos.
  Talvez pelo excesso de eleitores latinos e outros imigrantes os políticos americanos estão optando pelo populismo barato que sempre sai tão caro.
  O dinheiro vem fácil de otários como o Brasil, mas mesmo assim a gastança do Governo Americano visivelmente está fora de controle.

  Antigamente nós devíamos ao FMI e pagávamos quando podíamos.
  Assinávamos acordos de intenções que raramente cumpríamos.
  Diziam que éramos burros.

  Agora deixamos bilhões nos cofres americanos, não temos como exigir nada e eles nos pagam se quiserem (ou puderem), ficamos “espertos” hein!

  Do Obama não dá para esperar mais nada de eficiente.
  Espero que o próximo(a) ocupante da Casa Branca retome a boa prática do equilíbrio fiscal.

  Quanto ao Brasil, buscar um equilíbrio é ainda mais urgente, precisamos melhorar a qualidade do nosso Capitalismo, só assim podemos preparar um futuro melhor.
  Como medida emergencial eu sacaria da poupança aplicada nos USA cerca de 100 bilhões.
  Para que sacrificar mais nosso povo com impostos!?
  260 bilhões são reservas vistosas.
  Se a comunidade financeira verificar que estamos caminhando para o Liberalismo Econômico de certo aplaudirão de pé e choverão investimentos.
  Em poucos anos estaremos no time do primeiro mundo.
  Amém?

  ► Ao fim de junho, o BC tinha 87,4% das reservas brasileiras investidos em títulos, embora não seja especificado pelo governo se em títulos americanos ou de outros países.

  Onde você aposta que estão aplicadas a maior parte das reservas brasileiras:
(  ) Venezuela
(  ) Rússia
(  ) Cuba
(  ) Estados Unidos


Quem acertar ganha essa foto do Pixuleco com a Dilmentira ... HAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAH!




Anterior          <>        Próximo