sábado, 2 de julho de 2016

Só Índios são Terráqueos!?

   “Todos nós fomos índios em algum momento da história e, dependendo do ponto de vista, não deixamos de ser.”
 [William Robson]



A organização social dos índios.

   “Entre os indígenas não há classes sociais como a do homem branco.
  Todos têm os mesmo direitos e recebem o mesmo tratamento.
   A terra, por exemplo, pertence a todos e quando um índio caça, costuma dividir com os habitantes de sua tribo.
  Apenas os instrumentos de trabalho (machado, arcos, flechas, arpões) são de propriedade individual.
  O trabalho na tribo é realizado por todos, porém possui uma divisão por sexo e idade.
  As mulheres são responsáveis pela comida, crianças, colheita e plantio.
  Já os homens da tribo ficam encarregados do trabalho mais pesado: caça, pesca, guerra e derrubada das árvores.
  A formação social era bastante simples, as aldeias não tinham grandes concentrações populacionais e as atividades eram exercidas de forma coletiva.
  O índio que caçasse ou pescasse mais dividia seu alimento com os outros.
  A coletividade era uma característica marcante entre os índios.
  Suas cabanas eram divididas entre vários casais e seus filhos, como não havia classes sociais, até mesmo o chefe da tribo dividia sua cabana.” [Só História]

  Esse é o tipo padrão de texto que nós lemos na escola sobre a cultura indígena.
  Tirando a menção a guerra nossas crianças ficam com a impressão que a cultura indígena é tudo de bom.
  Notou como o texto reforça que não há classes sociais e a terra é de todos?
  Não há propriedade privada a não ser por algumas ferramentas.

  Como a história “que aprendemos nas escolas” sugere que índios tinham uma vida ideal, crescemos com essa convicção que em uma vida ideal não há classes sociais e nem propriedade privada.

  Isso te soa familiar?
  E é mesmo:
 
  ”Na visão Marxista do Socialismo a propriedade particular não deveria existir é um dos grandes males da humanidade, isto muita gente sabe, o que não sabem é que Jean Jacques Rousseau foi um dos grandes pensadores a entrar por esta brecha bem antes de Marx.

Rousseau disse: "O verdadeiro fundador da sociedade civil foi o primeiro que, tendo cercado o terreno lembrou-se de dizer "isto é meu" e encontrou pessoas suficientemente simples para acreditá-lo. Quantos crimes, guerras, assassínios, misérias e horrores não pouparia ao gênero humano aquele que, arrancando as estacas ou enchendo o fosso, tivesse gritado a seus semelhantes: "evitai ouvir esse impostor; estareis perdidos se esquecerdes que os frutos são de todos e que a terra não pertence a ninguém"

  Percebem? A sociedade civil para Rousseau foi fundada por um sujeito vil cercado de pessoas "simplesmente" imbecis.
 Para Rousseau na vida nômade não havia crimes, guerras, misérias, horrores e daí vem aquela idéia que indígenas são os melhores seres humanos que já habitaram o planeta então a solução para todos os problemas da "modernidade" é voltarmos a viver como os índios viviam.” [Líder Supremo]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
    “Entre os indígenas não há classes sociais como a do homem branco.
     Todos têm os mesmo direitos e recebem o mesmo tratamento.
     A terra, por exemplo, pertence a todos”.
   [Site Só História]

  Vamos (usando a lógica/bom senso) analisar esse trecho.
  Até hoje sabemos de tribos isoladas aqui no Brasil e em várias partes do mundo.
  Imagine quantos grupos diferentes de indígenas existiram.
  Tinha os canibais, os agricultores, os nômades ... enfim colocar todas as tribos nessa “cultura” exposta no texto é limitar muito o conceito.

  Os Astecas não eram índios!?

  “Os astecas eram um povo indígena da América do Norte [Região do atual México], pertencente ao grupo Nahua. 
  Os astecas atingiram alto grau de sofisticação tecnológica e cultural, eram governados por uma monarquia eletiva, e organizavam-se em diversas classes sociais, tais como nobres, sacerdotes, guerreiros, comerciantes e escravos, além de possuírem uma escrita pictográfica e dois calendários (astronômico e litúrgico).” [Wikipédia]


  Me parece que nossos livros só consideram como índios povos com tecnologia extremamente rudimentar.
  Você concorda que não encontramos arco e flecha na natureza?
  Construir arco e flecha é uma tecnologia.
  Se índio se veste com peles é uma tecnologia.

  Me parece que até um certo nível de tecnologia alguém decidiu que um grupamento de humanos são índios a partir de certo ponto não.

  Se um grupamento constrói cabanas de pau a pique é índio; se começar a confeccionar tijolos não é mais.
  Se faz flecha de madeira é índio; se domina o ferro e faz as pontas da flecha de metal deixa de ser.

  É como se nós condenássemos o progresso a evolução.
  O grupamento humano que desenvolve melhor tecnologia naturalmente vai se “desumanizando”.
  O grupamento bom é o que não desenvolve todo potencial do seu intelecto ... permanece humano, permanece índio.

  Os “índios Astecas” por volta de 1100 tinham um verdadeiro império na américa e seriam “nossos monstros imperialistas”.
  Talvez em alguns séculos entrassem em confronto com o Império Inca que surgiu na região do atual Peru.
 
  Acontece que uma tribo ainda mais poderosa, que já dominava a travessia oceânica chegou a américa por volta de 1490, isso mesmo, a tribo dos Portugueses e Espanhóis ... o homem branco europeu.

  Agora que você adquiriu esse conhecimento espero que entenda:

  TODOS NÓS FOMOS ÍNDIOS EM ALGUM MOMENTO DA HISTÓRIA.

  Se algumas tribos evoluíram mais que as outras...fazer o quê?
  Terno, gravata, escritório, indústria...são coisas bem recentes na história da humanidade.
  Deixamos de ser índios em que momento!?
  Os chineses foram os primeiros a deixarem de ser índios ao desenvolverem a pólvora?
  Os árabes foram os segundos a deixarem de ser índios quando desenvolveram os rifles?

  Percebem que uma “tribo” ao desenvolver uma tecnologia mais poderosa ia dominando todas as outras?


   Os vikings eram índios, viviam em tribos/aldeias

   Os asiáticos viviam em tribos.

   Os árabes viviam em tribos.

   Os africanos viviam em tribos.

  Se todos nós descendemos de índios e não de alienígenas então a Terra é da humanidade por herança.

  Toda Terra é nossa e descobrimos que é mais eficiente dividi-la em propriedades, estabelecer fronteiras nacionais ... isso é o que até agora deu mais certo.

  Só mudo minha opinião se me provarem que existia o “índio terráqueo” [humanos naturais desse planeta] e chegaram outros humanoides de Marte ou outro planeta qualquer…

  Se todos somos terráqueos eu tenho tanto direito de estar no território conhecido como Brasil quanto tinham os Guaranis, Caiapós, Mundurucus, Ianomâmis...

  “Chagnon afirma que os ianomâmis valorizam a violência e a guerra. Nos primeiros dezessete meses que passou entre os indígenas, ele estimou que 40% dos ianomâmis já tinham matado outro índio.” [Terapia da Lógica]

  “A solução é devolver o Brasil aos índios e pedir desculpa.”
  [Comentarista no G+]

  Quem concorda com o comentarista se atire ao mar, não seja hipócrita

  Tenho tanto direito de estar nesse território quanto qualquer outro que nasce aqui.
  Se a tribo da qual eu faço parte tem acesso a melhor tecnologia ... não consigo me sentir culpado por isso.
  Acredito na Meritocracia, se uma tribo se destacou mais é porque superou as outras.
  Inclusive defendo que a humanidade melhorou bastante.
  Hoje em dia temos tribos muito poderosas como China e Estados Unidos que no entanto respeitam a soberania de outros povos.
  No caso da China ainda temos alguns conflitos nas fronteiras e a ocupação do Tibet, mas qual brasileiro teme que a China anexe a força nosso território?
  Alguns paranoicos dizem que os Estados Unidos querem nos tirar o pré sal ... nem vale a pena comentar.

  Outros dizem que alienígenas [Deuses Astronautas] modificaram o DNA de alguns povos lhes dando mais inteligência, Adão e Eva seriam esse experimento, os novos sapiens.
  Como podem ver, podemos imaginar qualquer “Historia”.



  Eu prefiro ficar com a História mais bem fundamentada e que podemos observar.

  Somos todos humanos, surgidos de alguma forma aqui na Terra, alguns povos através da experimentação/erro/acerto foram se destacando e absorvendo outras culturas menos eficientes.

  O amigo Darwin chamava isso de adaptação.

  Quem se adapta melhor sobrevive e predomina.

I’ll be back...




Anterior          <>        Próximo
Postar um comentário