terça-feira, 20 de junho de 2017

Antônio Gramsci

  “Marx significa a entrada da inteligência na história da humanidade, significa o reino da consciência.”
[Antônio Gramsci]

  Gramsci morreu em 1937 com 46 anos.
  Foi um filósofo marxista, jornalista, crítico literário e político italiano.
  Membro-fundador e secretário-geral do Partido Comunista da Itália,  deputado pelo distrito do Vêneto, sendo preso pelo regime fascistade Benito Mussolini.



__________________________________________
 “Escuto sempre falar de Gramsci; com essa ideia de dominação de massas!  
  Parece que ela dá mais certo que o cristianismo, que o islã, que a tese do proletariado!
[Comentarista no G+]          
__________________________________________        

  Isso é Filosofia Complexa ... no sentido do indivíduo precisar ter muito conhecimento histórico.
  Vamos retroagir um pouco.

  Rousseau (1712 a 1778) disse:

  "O verdadeiro fundador da sociedade civil foi o primeiro que, tendo cercado o terreno lembrou-se de dizer "isto é meu" e encontrou pessoas suficientemente simples para acreditá-lo.
  Quantos crimes, guerras, assassínios, misérias e horrores não pouparia ao gênero humano aquele que, arrancando as estacas ou enchendo o fosso, tivesse gritado a seus semelhantes: "evitai ouvir esse impostor; estareis perdidos se esquecerdes que os frutos são de todos e que a terra não pertence a ninguém"

  Fica claro que Jean-Jacques Rousseau (morto em 1778) é radicalmente contra a propriedade privada e a favor de “tudo ser de todos”.
  Karl Marx só nasceu em 1818; Gramsci em 1891.


  Gramsci é um pensador que as pessoas da nossa geração conhecem melhor, porem suas proposições são “recicladas”.

  Vou fazer um paralelo com o futebol.
  Se eu falar de Cristiano Ronaldo “todo mundo” sabe quem é, minhas filhas sabem.
  Se eu falar “Zinédine Zidane” alguns no Brasil sabem qume é, minhas filhas não sabem
  Se eu falar “Michel Platini”, é um desconhecido, principalmente para nova geração, alguns irão reconhecê-lo como um dos dirigentes da Fifa.
  Entretanto todos se destacaram no futebol.
  Quem gosta muito de futebol sabe que todos esses jogadores foram muito bons e famosos.

  Eu gosto muito de Filosofia, conheço a obra de Rousseau, mas quantos conhecem?
  Tento no Blog caminhar por uma filosofia profunda, mas acessível.
  Não é um Blog para acadêmicos, é para leigos.

  As ideias de Marx, Gramsci e tantos outros são ideias recicladas de Rousseau que são recicladas de Platão.

  É evidente que as ideias nunca são exatamente as mesmas, cada cabeça é um mundo.
  Eu William, reciclo ideias de Sócrates, mas coloco meu temperos, minhas “sacadas.”
  Até porque o “ambiente” muda.
  Rousseau não chegou a presenciar a Revolução Industrial.
  Marx vivenciou a Revolução Industrial.
  Gramsci viveu a ascensão do Comunismo na Rússia e o Fascismo na Itália.

  Qual a grande sacada de Gramsci?

  Ele percebeu como ninguém a importância de moldar a CULTURA para atingir um objetivo .... não vamos entrar no mérito desse objetivo.

  Tá, você pode através de um exército tomar o poder e impor suas regras, sua visão de mundo.
  Mas os que estão sob seu julgo sempre vão querer se rebelar ... a não ser que eles tenham a mesma visão de mundo que você.

  Qual o melhor momento para moldar uma Cultura a sua vontade?
  Na infância, na família, na escola.
  O indivíduo cresce com a visão de mundo que você quer que ele tenha.

  Através de uma vigilância constante em nome de um “patriotismo” você prende ou mata todos os adultos que discordam de ti.
  Isso enfraquece as famílias discordantes.

  A mulher, agora sem o marido, terá que trabalhar dobrado para sustentar os filhos, se quiser receber algum “benefício” do governo é bom que não se envolva com movimentos contrários ao Governo, não seja “traidora da pátria”.

  Na escola, todos os livros didáticos serão reescritos contando a “versão apropriada” da história.

  Lendo Gramsci eu entendi que todo poder emana do povo, não importa o regime.

  A forma de governo é reflexo da CULTURA.

  Se eu William quero governos de centro direita tenho que convencer o máximo de pessoas sobre a eficiência dessa visão de mundo.

  Rousseau e Marx viveram em um tempo que ao chegar ao poder ficava mais fácil impor a vontade ao povo, a população era menor.
 
  Gramsci pegou um época de grande crescimento populacional, manter todos em uma cabresto ideológico através de exércitos estava ficando impraticável.

  Eu vivo uma época de superpopulação e meios de comunicação inimagináveis pelos pensadores antigos.

  Entretanto, se observarmos com atenção, os grandes embates são os mesmos.

  Meios de produção prioritariamente com o Estado ou com o indivíduo?

  Propriedade coletiva ou particular?

  Oligarquias ou Democracia ampla?

  Somos todos iguais ou devemos premiar o mérito?

  Intervenção máxima do Estado ou mínima?

  Democraticamente respeito Rousseau, Marx e Gramsci, mas ... jogo no outro time ... sem radicalismos.




  “Não quero o monopólio do Governo, mas também não quero a extinção do Governo, uns 25% de intervenção estatal acho de bom tamanho.
 Governos garantem que ninguém fique acima da lei.”



-------------------------------------------------------------------------------------------------


Postar um comentário