terça-feira, 27 de junho de 2017

Ideologia do Outro

“Sua ideologia tem que ser perfeita desde sempre a minha ... calma, tenhamos paciência, não seja intolerante.”

  Resumi nessa frase essa estranhíssima proposta que encontro muito em meus diversos debates.

  Vamos primeiro definir o conceito.

Ideologia Em um sentido amplo, significa aquilo que “seria ou é” ideal.
  Contém um conjunto de ideias, pensamentos, doutrinas ou visões de mundo de um indivíduo ou de determinado grupo, orientado para suas ações sociais e políticas.

  Ateus chegam ao cumulo de dizer que ateísmo não é uma ideologia!

  Para eles em um “mundo ideal” não haveria religiões, mas ... calma, tenhamos paciência ateísmo não é uma ideologia...

  Para eles um político não deve nem declarar sua crença “o ideal” é que não tenha, religiosos devem ficar longe da política.

  Todo e qualquer símbolo religioso deve ser banido de qualquer repartição pública mesmo que a grande maioria não se importe com isso.

  A frase “Deus seja louvado” nas cédulas de dinheiro é inaceitável...

  Calma, o ateísmo tem ideais e ideias, mas não é uma ideologia ... acredite quem quiser. 😞

  Os marxista/comunistas/socialistas pelo menos se reconhecem como ideologias os ateus nem isso, então a aberração fica ainda maior.
  Ateus exigem a perfeição desde sempre de qualquer ideologia religiosa e não aceitam nenhuma crítica, afinal eles não são uma doutrina, não são um movimento político ou econômico, não são uma crença ... são o “nada” criticando alguma coisa.

 Porém, se estou debatendo com um ateu, ele está ali, ele existe, está defendendo seus ideais, sua visão de mundo, mas calma William, entenda que ateísmo não é uma ideologia.

  É estranho, coisa de louco, eu NÃO ENTENDO!

  Vamos falar da ideologia cristã?

  Invariavelmente o argumento ateu para rejeitar o Cristianismo (Católico) é o período da inquisição.

  “Estima-se que o número total de pessoas julgadas por tribunais inquisitoriais ao longo da sua história foi de aproximadamente 150 mil, dos quais cerca de três mil foram condenadas à morte - cerca de dois por cento do número de pessoas que foram a julgamento.”

  Vejam bem a “Santa Inquisição” começou oficialmente na França em 1250.
  Teve seu período mais sangrento por volta de 1450.
  Em 1750 penas de morte já não ocorriam, você era no máximo excomungado.

  Convenhamos, 3 mil mortes em 500 anos não é algo pavoroso em termos de “história da humanidade.”
  A Segunda Guerra em 6 anos matou 50 milhões de pessoas.
  Três mil pessoas morreram em poucos minutos no ataque ao World Trade Center.
  Só em 2014 brasileiros mortos em homicídios foram 59 mil!

  Tá, você vai dizer que hoje em dia há muito mais pessoas, não podemos comparar em números absolutos.
  Eu te digo que a Igreja Católica “mantinha um registro” por isso temos um número bem aproximado dos julgamentos e dos condenados.

  Na invasão islâmica da Europa quantos foram mortos?
  Não tem registro.
  Na invasão Asteca a outras tribos quantos foram mortos?
  Não tem registro.
  Quantos foram mortos pelo império Mongol?
  Não tem registro.
  Quantos foram mortos pelos impérios Persa, Romano, Otomano?
  Não tem registro.

  O que falar dos diversos índios:

“Em busca de melhores regiões de habitação, tribos se locomoviam pelo território que seria o Brasil e iam expulsando – e exterminando – os índios inimigos que encontravam pela frente.”

  Verificamos que ateus cobram perfeição dos cristãos e do cristianismo desde de sempre.
  Como se o fato de todos os cristãos não serem perfeitos desde sempre inviabilizasse a ideologia cristã.

  Ateus foram perfeitos desde sempre?
  Fique quieto, ateus não podem ser submetidos a nenhum tipo de julgamento ou comparação.
  Simplesmente aceite que ateus são evoluídos e religiosos são trogloditas.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
   Alguns pensadores cobram uma inexplicável perfeição moral de determinado grupo, desde sempre.

Pau que dá em Francisco:  Europeus “são monstros” por participarem da escravidão africana.

 Não dá em Chico: Africanos escravizarem pessoas é uma “ingenuidade cultural”.

  Portugueses tinham obrigação desde de sempre de saber que escravidão é imoral, africanos e árabes não!

  No caso dos cristãos eles tem e tinham que ser perfeitos moralmente desde de sempre.

  Todos somos humanos sujeitos a falhas individuais e coletivas.
  Alguém aceitar a Cristo como seu salvador não o torna “perfeito moralmente”.

  Um alemão “cristão de verdade” não aceitaria o holocausto?
  Pode ser.
  Então alemães não eram verdadeiramente cristãos?
  Se eles não eram verdadeiramente Cristãos que culpa cabe ao Cristianismo?

  Percebem a enrascada argumentativa?

  Como nunca encontrei um povo moralmente perfeito ... nunca existiu uma nação cristã “verdadeira” !?

  Eu defendo que conhecer HISTÓRIA é fundamental, não devemos esconder fatos.
  Mas o importante mesmo é o HOJE.
  Se houve uma “evolução moral” ou não.

  Se meu tataravó teve escravo e na época dele era aceitável moralmente ... hoje eu não tenho escravos e deploro moralmente a escravidão, nem de animais enjaulados eu gosto.

  Se a Alemanha Nazista promoveu atos terríveis, a Alemanha atual é uma beleza em termos de liberdade, tolerância, progresso.

  Se a Igreja Católica foi terrível na idade média também foi útil para manter a Europa unida em torno da ideologia Cristã.

  O Cristianismo apesar do seu passado “hoje” está nas nações mais livres, tolerantes e responsáveis por um progresso cientifico tecnológico sem precedentes.

  Vida longa e próspera aos irmãozinhos cristãos.

  Juízo hein 😆  







👨“Ateus criaram a ciência e a filosofia (duas das bases de todo conhecimento humano)”
[Comentarista no G+]          
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬ 
  O que o leva a acreditar que ateus criaram a ciência e a filosofia?

  A FILOSOFIA É A MÃE DE TODAS AS CIÊNCIAS E ARTES.

  A filosofia surgiu com a dúvida.
  Ateus não tinham dúvidas, tinham certeza que eram só mais uma espécie de animais na Terra.
  Por dedução lógica os primeiros Filósofos foram os que tentaram entender o porquê das coisas.
  Desenvolveram a ciência e conjecturaram a existência de espíritos.

ADQUIRA CONHECIMENTO:

  ROGER BACON viveu um período de forte atividade intelectual e proliferação de universidades através da Europa.
  Por volta de 1240 ingressou para a ORDEM DOS FRANCISCANOS, onde, fortemente influenciado por Robert Grosseteste, dedicou-se a estudos nos quais introduziu a observação da natureza e a experimentação como fundamentos do conhecimento natural.
  Roger Bacon vai um passo além de seu tutor e descreve o MÉTODO CIENTÍFICO como um ciclo repetido de observação, hipótese, experimentação e necessidade de verificação independente.
   Ele registrava a forma em que conduzia seus experimentos em detalhes precisos a fim de que outros pudessem reproduzir seus experimentos e testar os resultados - essa possibilidade de verificação independente é parte fundamental do método científico contemporâneo.

       

👩 “Após ler a Bíblia eu descobri que meu raciocínio lógico funciona muito bem.”
[Comentarista ateia no Face]          
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Método Cientifico aplicado ao ateísmo 😄

  Ateus estão abaixo na escala da evolução em relação aos espiritualistas?

   “Charles Darwin (1809-1882), naturalista inglês, desenvolveu uma teoria evolutiva que é a base da moderna teoria sintética: a teoria da SELEÇÃO NATURAL.
  Segundo Darwin, os organismos MAIS BEM ADAPTADOS ao meio têm maiores chances de sobrevivência do que os menos adaptados, deixando um número maior de descendentes.”

  Observamos isso também com relação as ideias.
  O Comunismo foi aparecendo através de “mutações do pensamento” e podemos dizer que Marx/Lenin/Stalin o sintetizaram.
  Atualmente apenas 7 países se declaram Comunistas é uma ideia pouco adaptada, pouco evoluída.

  Vemos isso com relação a tecnologia.
  O disco de vinil reinou por décadas, depois dividiu espaço com a fita K7.
  Os dois perderam espaço para o CD.
  Hoje o MP3 (e similares) se adaptaram melhor, proliferam mais.

  No passado a humanidade era tão ateia quanto outros mamíferos.
  Em algum momento o espiritualismo surgiu e hoje domina o mundo.

  O ateísmo é uma ideologia pouco evoluída, algo que foi superado, mas como o disco de vinil tem seus admiradores fanáticos.



------------------------------------------------------------------------------------------




Postar um comentário