sábado, 29 de julho de 2017

Bahia

   O Estado da Bahia pagou 13,8 bilhões em impostos (2013) e recebeu 18,2 bilhões.
  Deu para o Brasil um prejuízo de 4,3 bilhões.

 


  Dizem que se não houver uma forte transferência de recursos para 15 dos Estados brasileiros o caos se instalará.
  Peço para me mostrarem isso em números e ninguém se habilita.

  Farei o que ninguém quer fazer, vamos analisar a Bahia.

  Bahia pagou 13,8 Bilhões em impostos e recebeu 18,2 Bilhões

  Sem esses 4 bilhões que a Bahia recebeu de outros estados o caos ocorreria?

  Quatro bilhões sem dúvida é bastante dinheiro, mas não quando falamos de um estado do tamanho ​​da Bahia.
  O PIB baiano é de 220 bilhões.
  Algum ajuste poderia ser feito para arrecadar os 4 bilhões faltantes ou cortar despesas.
  Poderia inclusive ter um meio termo.
  Cortaria 2 bilhões em despesas e aumentaria através de alguma medida a arrecadação em 2 bilhões.

  Uma boa administração poderia fazer a Bahia pelo menos se sustentar, mas parece que não há vontade.

  Baianos querem continuar gastando mais do que arrecadam e jogar a conta para outros estados.

  A Bahia não tem o PIB de SP, em compensação tem bem menos moradores.
  Em todo Estado tem 16 milhões de pessoas.
  São Paulo tem 45 milhões.

  Adquira conhecimentos:

1 - A Bahia tem 900 quilômetros de litoral, a mais extensa costa de todos os estados do Brasil.

  Com uma costa dessa envergadura porque baianos não investiram em excelentes portos!?
  A Bahia está bem mais próxima da Europa e Estados Unidos (grandes mercados) que SP.
  Alguém que produza soja em Goiás inteligentemente preferiria exportar seu produto por portos da Bahia.
  É uma questão básica de geografia.
  Para exportar pelo porto de Santos o caminhão ou trem tem que descer centenas de quilômetros em direção ao sul com uma mercadoria que vai para o norte do planeta!!

  Se o povo baiano se preocupasse em ter bons portos e estradas imaginem o aumento do PIB.
 
  Humanos gostam muito de passear no litoral, ir as praias.
  Com um litoral desse tamanho e temperaturas tropicais imaginem o potencial turístico (desperdiçado) da Bahia.
  Com praias limpas, SEGURAS, boa infraestrutura imaginem o aumento do PIB vindo do turismo.
  É uma mina de dólares e euros...

2 – A Bahia ocupa uma área de 564 733,177 km².

  Para vocês terem uma ideia o território da Bahia é maior que a França, país que tem 66 milhões de habitantes.
  Percebem a falta de lógica?
  Dezesseis milhões de baianos dividem um território maior que a França e são pobres!!!
  Não se esqueçam que a Bahia foi um dos primeiros núcleos de riqueza açucareira do Brasil.
  Salvador foi capital do Brasil Colônia por 214 anos.
  Logo, a Bahia não foi uma terra esquecida/isolada.
  Baianos em algum momento perderam o bonde da história por incompetência deles mesmos.

  E a seca?

3 – A Bahia encontra-se com 57,19% de seu território dentro do polígono das secas.

  A matemática nos diz que 42% do território baiano tem uma quantidade suficiente de chuvas para o “fácil” desenvolvimento humano.
  Estamos falando de um território imenso.
 
  Vamos a uma comparação.
  Vários países tem áreas bastante inóspitas onde as dificuldades naturais para nós humanos desencoraja a ocupação.
  Nem sabemos o que levou um povoado a se instalar em certos lugares, possivelmente instabilidade política, pessoas se isolando para ficarem livres de algum “tirano”.
  Também há a possibilidade de mudanças climáticas, um lugar inóspito hoje pode ter sido aprazível no passado.

  Vejam o caso do desenvolvido Canadá.
  Sabiam que 70% dos canadenses vivem numa faixa que vai até 150 quilômetros além das fronteiras com os Estados Unidos?
  O território do Canadá é enorme, mas além dessa faixa as temperaturas são extremamente baixas, dificulta demais a vida humana.
  Quem quer morar em um lugar inóspito pode, mas tem que se responsabilizar pelas consequências e ser compreensivo com as limitações.
  Imagine uma aldeia de esquimós há 400 quilômetros da fronteira.
  Pense na dificuldade que é levar eletricidade, combustível, torres de celulares ... a uma região distante, inóspita, para 500 cidadãos (pequena população)

  Voltando para o “submundo latino” 😄
 
  Fique claro que o polígono da seca nordestino não é um deserto do Saara.

  Chove pouco, mas chove.
  Habitar as terras gélidas do Canadá é muito mais “mortal”.

  Com investimentos inteligentes é possível levar água a essa região, porque isso não é feito?
  Porque não compensa, é um investimento muito pesado para beneficiar pouca gente.
  Dos 16 milhões de habitantes da Bahia 3 milhões estão em Salvador.
  Outros 3 milhões estão em cidades fora do polígono da seca.

  Ficamos com 10 milhões espalhados por um território imenso.

  A Bahia tem 417 municípios, muitos em lugares pra lá de inóspitos e que mesmo assim tem prefeitos e vereadores!!

  O dinheiro que vai para tantos políticos poderia ir para infraestrutura.
  Mas vai sugerir redução de municípios no Brasil para ver o que acontece, eu já fui xingado de tudo.

  Defendo que políticos devem ganhar muito bem ... sem mordomias ou fórum privilegiado.
  Se o cara quer ter um bom carro ou chofer que pague do próprio bolso.
  O que não entendo é a necessidade de tantos cargos políticos.
  Porque tantos prefeitos, vereadores, deputados estaduais, Deputados federais, cargos comissionados ...

  Baiano tem aquele estereótipo de preguiçoso, eu discordo.

   Preguiçosos somos todos nós latinos.
  Baianos apenas seguem nossa tradição de ter “preguiça de pensar”.
😞

  Cabeça não pensa o IDH padece.

  Insistimos em ignorar matemática básica...
 


 👨 “Nordeste não tem controle de natalidade
Só fazem filhos para nós sustentarmos.”
[Comentarista no G+]          
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
 Felizmente, isso já mudou,
 As nordestinas tem em média 2,3 filhos.
 É uma taxa boa.

 Para o Nordeste deslanchar falta só melhor consciência política, quem sabe a Internet promova isso. 

  



--------------------------------------------------------------------------​