quarta-feira, 24 de abril de 2013

Boa Troca

  “Idoso é apenas alguém que tem idade avançada.
   Velho é alguém que se torna obsoleto!
   Viva muitos anos, mas não envelheça nunca!” 
    [Alfredo Martini Júnior]


  Não sou tão otimista com relação a velhice.
  Nosso corpo vai ficando obsoleto, não há muito o que possamos fazer além de algum exercício e cuidados com a alimentação.
  Doenças degenerativas do cérebro acontecem independente de nossa vontade.
  Mas não é sobre isso que quero falar, vou escrever sobre casamento por interesse.

  Acredito que um relacionamento inteligente [conciliação de interesses] é mais eficiente que o instintivo [baseado no amor e atração sexual], ainda mais em se tratando de casamento.

  O Temer é elegante, deve ser um cavalheiro e com certeza tem muito dinheiro. 
  Ter uma mulher bonita como companhia fixa deve ser muito agradável para quem já caminha para a fase final da vida.
  Claro que seria bonito também se ele se apaixonasse por uma mulher da sua idade, mas essas coisas de sentimentos e paixão não é uma coisa que possamos escolher, acho que ele lidou bem com seu desejo, fez uma proposta de casamento a moça aceitou.
  Onde está o mal nisso!?

  Por sua vez a Marcela conseguiu uma passagem grátis para seu lugar ao Sol.
  Será que ela teria melhor sorte ou seria mais bem tratada se namorasse um homem mais próximo da sua idade?
  Quais as chances desse homem ser Senador e proporcionar tanta qualidade de vida a Marcela?

  Michel Junior é uma criança bonita e saudável com um futuro muito mais promissor que milhares de crianças nascidas nas favelas surgidas do “verdadeiro amor”.

  A Marcela está bem, o Temer está bem, a criança está bem, a sociedade não tem do que reclamar pagando mais uma bolsa família.

  Eu gosto desse amor civilizado onde há uma troca de interesses.
  Não tenho simpatia por aquele tipo de amor em que nada importa desde que os dois estejam juntos.

  “Não importa os filhos, as contas, a moradia, não importa o FUTURO.”

  Sei lá ... para “ficar” ou namorar pode ser com qualquer um que te atraia, se entregue a seus instintos, tenha coisas legais para lembrar...
  Na hora de casar SEJA INTELIGENTE.

  Se nada mais que não seja a pessoa amada lhe importa se importe ao menos com o FUTURO seu e de seus filhos.
   A sociedade “civilizada” agradece.



anterior                       <>                                próximo